mafufo-charuto-repolho.

Aprenda com a Elisa Teixeira como fazer uma deliciosa receita de charuto de repolho com carne moída ou mafufo, como é conhecido em Guaranésia – Minas Gerais

Acho que uma das coisas que mais me fascinou no mafufo quando ouvi falar dele pela primeira vez foi exatamente esse nome. Do árabe, malfouf, ele é todo sonoridade, e enche a boca da gente que nem comida boa. Pelo menos era assim que o charuto de repolho era conhecido lá em Guaranésia, Minas Gerais, cidade onde passei a maior parte da minha infância e adolescência. Acho que comi o charuto de repolho pela primeira vez na casa da minha amiga Aninha, feito pela mãe dela, a D. Isabel “da farmácia”. É uma receita deliciosa!

Havia (e ainda há) várias famílias de origem árabe vivendo na cidade e por toda aquela região. Guaxupé, a cidade vizinha, é famosa por seu chancliche – versão brasileira do labneh, queijo tradicional da culinária árabe. Assim, pratos típicos árabes como o quibe, o arroz com lentilha e a esfiha foram incorporados ao repertório culinário de muitas famílias, árabes ou não. Já os pratos de preparo mais complexo, ou que exigiam ingredientes mais especializados – como o tahine e o zaatar – ficavam mais restritos às casas dos imigrantes e seus descendentes.

O mafufo ou charuto de repolho é uma preparação razoavelmente trabalhosa, mas não exige nenhum ingrediente fora do comum. Por isso, acredito, era mais difundido na minha cidade que o charuto de folha de uva, mais tradicional. Ainda que seja um pouco demorado, uma vez enrolados os charutos, a refeição está completa: cada garfada traz seu tanto de carne moída, amido, legume e verdura.

Além de ser um prato lindo, o mafufo pode ser comido frio ou quente. E não sofre em nada ao ser requentado. Pelo contrário: parece que vai ficando cada vez mais gostoso, como uma lasanha ou feijoada. Se bem que raramente eles sobrevivem tanto tempo, pois são realmente irresistíveis, você vai ver!

mafufo-charuto-repolho.

Mafufo ou charuto de repolho

Elisa Teixeira
Aprenda com a Elisa Teixeira como fazer uma deliciosa receita de charuto de repolho com carne moída ou mafufo, como é conhecido em Guaranésia – Minas Gerais
Servings 5 porções

Ingredients
  

  • 600 g de carne moída
  • 3/4 de xícara (chá) de arroz branco
  • 1 tomate maduro, sem pele e sem sementes, em cubinhos
  • 1/2 xícara (chá) de cenoura em cubinhos bem miúdos
  • 1/3 de xícara (chá) de cebola ralada
  • 1 colher (chá) de alho picadinho
  • 1/4  de xícara (chá) de salsinha picada
  • 1 ramo de cebolinha picadinha
  • 1/4 de colher (chá) de molho inglês
  • 1 colher (sopa) de sal
  • 1 colher (chá) de azeite
  • pimenta-do-reino preta moída na hora a gosto
  • 1 xícara (chá) de molho de tomate de sabor neutro, misturado com água suficiente para cobrir os charutos

Instructions
 

  • Leve ao fogo um caldeirão com bastante água e um pouco de sal. Retire o miolo do repolho usando uma faca pequena para recortá-lo em forma de cone. Separe as folhas com cuidado para não rasgá-las. Lave e reserve as folhas mais externas e machucadas do repolho, e as muito rasgadas também, para forrar a panela.
  • Assim que a água ferver, junte as folhas de repolho, em duas ou três levas, e cozinhe por 2 a 3 minutos, até que fiquem ligeiramente flexíveis. Retire com uma escumadeira e deixe escorrer até esfriarem. Coloque sobre uma tábua de cortar e descarte os talos duros centrais, recortando-os com uma faca afiada. As folhas maiores podem ser separadas em duas.
  • Coloque numa bacia a carne, o arroz, o tomate, a cenoura, a cebola, o alho, a salsinha, a cebolinha, o sal, o molho inglês, o azeite e pimenta-do-reino a gosto. Misture bem, mas sem amassar demais a carne, para que não fique dura.
  • Coloque uma folha ou metade de folha de repolho sobre uma superfície de trabalho e arrume cerca de duas colheres de sopa cheias de recheio no centro, em forma de croquete. Dobre as laterais sobre o recheio e enrole, sem apertar muito, formando um charuto. Repita o procedimento até usar toda a carne.
  • Forre uma panela grossa com as folhas de repolho mais duras e/ou rasgadas reservadas. Arrume os charutos em camadas, deixando-os bem juntos uns dos outros.
  • Misture o molho de tomate com água suficiente apenas para cobrir os charutos (isso vai depender do tamanho da sua panela). Despeje sobre os charutos, tampe e leve ao fogo brando até estarem cozidos. Prove um charuto de cima para saber se estão prontos – o arroz deve estar macio, mas não mole. O tempo de cozimento vai depender da panela usada e da chama do fogão, mas pode levar de 30 minutos a 1 hora.
  • Sirva quente ou frio.

DICAS

  • Use a água quente do repolho para pelar o tomate. Corte um x raso na base arredondada e mergulhe-o na água por uns 30 segundos (quanto mais maduro, mais rápido). Esfrie sob água corrente e puxe a pele, que deve sair com facilidade.
  • Troque o repolho por folhas de couve, acelga ou repolho crespo.
  • Faça uma versão vegetariana trocando a carne por proteína de soja ou glúten.
Mapa da Cachaça

Mapa da Cachaça

O Mapa da Cachaça é uma premiada plataforma multimídia com o objetivo de compartilhar informações sobre a cultura, história, aromas e sabores do destilado brasileiro.

Quer receber no seu e-mail 5 aulas gratuitas sobre cachaça? Assine nossa newsletter exclusiva e durante 5 dias te enviaremos o melhor conteúdo sobre o destilado brasileiro!

Compartilhe esse artigo

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Dadinhos de madeira

Dadinhos de Madeira 1kg – Sem Tosta

Um quilo de dadinhos de madeiras sem tosta para envelhecimento acelerado. As opções de madeiras são: Amburana, Bálsamo, Carvalho, Castanheira, Cumaru, Eucalipto, Ipê, Jaqueira, Jequitibá, Putumujú

Comprar
mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • Adicionar um comentário

    Já se inscreveu no Mapa da cachaça?

    40 mil já fazem parte da nossa comunidade.

    Se inscreva agora e receba no seu e-mail o melhor do Mapa da Cachaça