caipirinha-mapadacachaca-2

Caipirinha de verdade é com cachaça de qualidade. Pensando nisso o Mapa da Cachaça pediu para Derivan Souza, um dos mais renomados e respeitados barman do Brasil, que compartilhasse a sua receita de Caipirinha.

Hoje é motivo de orgulho para o brasileiro ter um drink nacional, e nos temos: a Caipirinha. Ela, de certa forma, representa não apenas um coquetel, mas também a própria cultura do brasileiro.

A Caipirinha é o terceiro drinque mais consumido no mundo e é o mais consumido no Brasil. Não tem turista que venha pra cá que não conheça essa mistura de limão, gelo, açúcar e cachaça.

É por isso que não entendemos quando alguém vai num bar e pede uma caipirinha com vodca, a chamada Caipiroska. Ou uma Caipiríssima, aquela que troca a caninha por rum. E que tal um Caipisaque? Saquê?! Que nem destilado é! Sabemos que gosto não se discute, mas não deixe de experimentar uma boa Caipirinha, aquela feita com cachaça, só por conta de modismos. Se temos uma cachaça boa em casa ou no bar por que não usá-la para fazer uma excelente caipirinha? É a maneira correta de se servir esse drinque excepcional. Mas preste atenção, assim com o limão-taiti deve estar maduro e brilhante, a cachaça tem que ser de qualidade – não dá pra fazer uma caipirinha com cachaça vagabunda é achar que é uma boa ideia, entendido?

Como falamos a cachaça além de deliciosa é uma representante da cultura brasileira. Nós não sabemos exatamente quando começou essa relação de amor entre o brasileiro e a Caipirinha, mas nas pesquisas do Mapa da Cachaça encontramos algumas hipóteses.

Num papo com o historiador paratiense Diuner Mello, descobrimos um documento de 1856 que relata as medidas tomadas por conta de uma epidemia de cólera na região. Entre os registros, está uma carta do engenheiro civil João Pinto Gomes Lamego que apresenta uma receita que daria origem ao que hoje chamamos de Caipirinha.

“…por isso, tenho provido que a necessidade obrigou a dar essa ração de aguardente temperada com água, açúcar e limão, a fim de proibir que bebessem água simples.” (Registro de Oficios da Câmera Municipal, pag. 139 , 1856).

Hoje, a receita de décadas atrás é protegida pelo Decreto nº 6.871, de 2009:

caipirinha-mapadacachaca-2

Caipirinha

Mestre Derivan
Caipirinha de verdade é com cachaça de qualidade. Pensando nisso o Mapa da Cachaça pediu para Derivan Souza, um dos mais renomados e respeitados barman do Brasil, que compartilhasse a sua receita de Caipirinha.
Servings 1 porção

Ingredients
  

  • Gelo
  • 1 Limão Taiti
  • 50 ml de uma boa cachaça de alambique branca
  • 2 colheres de chá de açúcar

Instructions
 

  • Pegue o limão taiti e corte as laterais. Dê um corte no meio e retire a parte branca. Corte as duas metades do limão mais duas vezes, ficando com 8 pedacinhos de limão ao todo.
  • Coloque os pedaços dentro de um copo próprio para Caipirinha. Tente colocar a parte da polpa virada para cima.
  • Em seguida, coloque duas colheres de chá de açúcar cristal.
  • Com um macerador pressione levemente o limão para extrair o seu suco, mas tente não agredir a casca.
  • Depois, encha o copo com pedras de gelo. Bastante gelo.
  • Coloque uma boa dose (50ml) de uma boa cachaça de alambique.
  • Misture tudo com uma colher ou bailarina.

DICA

  • A Caipirinha é um coquetel que a gente espera que o bebedor mexa, mesmo se a gente já misturou bem antes de servir. Ela é um drink que merece interação, portanto, sirva a sua Caipirinha com o canudo, ou melhor ainda, um talo de cana-de-açúcar, para que a pessoa que for beber continue sempre misturando todos os ingredientes.

Video

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba em primeira mão nossas novidades, eventos e promoções

Mapa da Cachaça

Mapa da Cachaça

O Mapa da Cachaça é uma premiada plataforma multimídia com o objetivo de compartilhar informações sobre a cultura, história, aromas e sabores do destilado brasileiro.

Quer receber no seu e-mail 5 aulas gratuitas sobre cachaça? Assine nossa newsletter exclusiva e durante 5 dias te enviaremos o melhor conteúdo sobre o destilado brasileiro!

Compartilhe esse artigo

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Dadinhos de madeira

Dadinhos de Madeira 1kg – Sem Tosta

Um quilo de dadinhos de madeiras sem tosta para envelhecimento acelerado. As opções de madeiras são: Amburana, Bálsamo, Carvalho, Castanheira, Cumaru, Eucalipto, Ipê, Jaqueira, Jequitibá, Putumujú

Comprar
dorna de amburana

Dorna de amburana para envelhecer cachaça

Já pensou em ter sua própria dorna para envelhecer cachaça? Nós fizemos uma seleção dos melhores barris e dornas de amburana para você começar seus experimentos em casa com bebidas  fermentadas e destiladas.

Comprar
Barril de amburana

Barril de amburana para envelhecer cachaça

Barril de diversos tamanhos da madeira amburana (Amburana cearenses) para envelhecer cachaça e outras bebidas como rum, cerveja e coquetéis.

Comprar
mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • Adicionar um comentário