O estado de Minas Gerais é hoje, segundo dados do IBGE 2008, é a maior bacia leiteira e o maior produtor de queijo do Brasil, com uma produção média de 7.265 litros de leite por ano (377 litros por habitante).
A oportunidade veio em 1989, quando alugou, por dois ou três anos, o alambique de José Délio, produtor da cachaça Gloriense.

– Papai alugou o alambique para conseguir utilizar uma safra da nossa cana. Mas no segundo ano de aluguel, já começou a construir o nosso próprio alambique, com todas as condições preestabelecidas pelo Governo e, então, poder fabricar com a nossa marca. Foi aí que nasceu a Tucaninha.

O pai iniciou os negócios nos anos 90 junto dos filhos Leandro, responsável pela produção da cachaça, Manuel, quem cuidava da lavoura e da produção de leite, e de Flávio, que fazia as manutenções dos equipamentos. Nas terras da família, plantavam de 35 a 45 alqueires de cana. Plantação que rendia de 450 a 550 mil litros por safra (anual). Gilberto explica que, como a produção da cachaça artesanal é demorada, levando cerca de 3 anos para poder chegar ao comércio, eles produziam a Tucana, pinga industrial que garantia uma renda suficiente para pagar as despesas da Tucaninha.

– Existe uma grande diferença de produção que se reflete na quantidade e qualidade entre a cachaça e a pinga. A comercial, que é a industrializada, nós aproveitamos e misturamos na composição desde o restilo da cana, que é o que chamamos de “cabeça”, mais fraquinha, com 13,5% de álcool, aproximadamente; e usamos, até mesmo, a “calda”, que tem a maior porcentagem de álcool. Já na cachaça, a gente vai usar apenas o “coração”, ou seja, a melhor parte da cana. Em nossa cachaça, a porcentagem de álcool era de 40% em 18, 19 graus.

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba em primeira mão nossas novidades, eventos e promoções

EVENTOS

Quem realizar eventos corporativos com degustação ou aulas para saber mais sobre cachaça. Entre em contato com nossos especialistas e te ajudaremos a realizar um evento memorável

TELEGRAM DA CACHAÇA

Entre para o Telegram do Mapa da Cachaça e receba ofertas exclusivas de destilados produzidos no Brasil, al´me de artigos, notícias e eventos do mercado de destilados.

PARCEIROS DO MAPA

O Mapa da Cachaça é a principal referência sobre cachaça. Seja um parceiro e nos ajude a construir nossa comunidade cachaceira e dê destaque aos seus produtos especiais.

Quer receber no seu e-mail 5 aulas gratuitas sobre cachaça? Assine nossa newsletter exclusiva e durante 5 dias te enviaremos o melhor conteúdo sobre o destilado brasileiro!

Compartilhe esse artigo

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
  • Orlando Francisco Rodrigues
    fevereiro 27, 2013 at 8:32 am

    Ana Lis,em primeiro lugar “Bom dia”.Parabéns pela matéria,sou pai do Lucas e estou feliz por vê-los amigos.abraço.

Adicionar um comentário