Cachaça & Tônica é possível e fica muito bom! - Mapa da Cachaça
Verallia

Cachaça & Tônica é possível e fica muito bom!

16 de 05 de 2019

Gin & Tônica, o famoso drink inglês feito com destilado de origem holandesa, agora numa versão deliciosa e bem brasileira que leva cachaça.

Gin Tônica é um dos coquetéis mais consumidos do mundo. Leve, refrescante e revigorante o drink tem tudo para fazer sucesso nas praias brasileiras ao lado da Caipirinha. Pensando nisso, decidi fazer uma releitura abrasileirada com cachaça desse clássico britânico feito com gin, destilado de origem holandesa.

Gin & Tônica e Cachaça & Tônica

Cachaça & Tônica? Versão do clássico drink inglês pode ficar muito gostosa trocando o gin pela cachaça.

Gosto muito de criar releituras de meus cocktails preferidos, misturando estilos, formas de obtenção de matérias primas e técnicas. Para isso pesquiso quais sabores e aromas preciso “simular” e equilibrar. Assim, através do método de investigação química e compartilhamento de sabores, o tal do flavor pairing, é possível substituir o whisky de um Old Fashioned e fazê-lo com tequila añejo, por exemplo.

Foi o que quis fazer com um drink que consumo e admiro nas mesmas proporções: o Gin Tônica, lá fora conhecido como G&T.  Admiro muito sua história: o gin era usado para disfarçar o sabor amargo do quinino. Antimalariante, a água tônica de quinino era dada aos soldados para não adoecerem durante a invasão britânica à Índia, lugar bem fácil de se contrair a doença devidas condições de higiene. Como beber gin é algo do dia-a-dia dos ingleses assim como a cachaça é para muitos de nós, ficar imunizado tomando umas e outras em um clima e culinária completamente diferentes da Grã-Bretanha não parecia um mal negócio.

Em honra aqueles que “conquistavam” o Sub-Continente Indiano a moda se consolidou no verão europeu. É um hit até hoje em qualquer final de noite, pois além de refrescante, hidrata, tem vitamina C e ainda protege da malária. Juro que já usei essa última como justificativa para tomar um G&T às nove da manhã.

O gin e o quinino combinam muito bem porque tem notas florais complementares. Esse foi o ponto de partida para identificar o caminho a seguir para criar um “remix” desse drink e promover nosso maior patrimônio: a cachaça. Não é só porque este é um site sobre cachaças que resolvi usá-la no cocktail. Com a notória exceção do México com sua tequila, quase nenhum outro país do mundo tem um destilado pra chamar de seu. Mas nós temos. Então por que não criar novas formas de consumo para ela?

Minha motivação para desenvolver essa receita  foi prestar o devido tributo à nossa cachaça. Se temos cachaças de boa qualidade, com o mesmo nível de complexidade aromática dos mais cobiçados spirits pelo mundo afora, por que não usá-la da mesma forma?

Para comprovar o que tinha em mente, o Cachaça & Tônica era o desafio perfeito por sua complexidade. Apesar de apenas dois ingredientes, suas características são muito marcantes: as notas herbais do gin e o amargor do quinino. Qualquer escorregão poderia gerar uma experiência muito desagradável, por isso sempre desaconselho fortemente o método empírico.

Sabendo onde queria chegar, comecei procurando por cachaças com notas aromáticas de cana bem acentuadas, isso ajudaria a compor o herbal necessário tal qual o gin. A Encantos da Marquesa, que mistura canas Java Branca e Amarela, tem aroma muito intenso, porém adocicado, assim como o zimbro no gin. Por isso as especiarias tem o papel de equilibrá-lo, torná-lo mais “sério”. Partindo desse raciocínio, fui buscar a especiaria que mais combinava com o “doce cheiro da cana”.

Achei nóz moscada, igualmente doce mas com caráter um pouco mais terroso do que canela, por exemplo. Percebi que precisava algo ainda de mais terroso ainda e mais herbal, menos amadeirado e picante. Assim cheguei ao cardamomo. Uma sementinha que ao ser triturada libera aroma muito intenso e, por ser muito usado, na Índia faz o link com a história do clássico original. Para complementar o aroma de um bom gin faltavam notas cítricas, obtidas com uma pequena fatia de limão siciliano e sua casca.

Se você curtiu essa nova versão do G&T, certamente terá outro olhar sobre a cachaça. Ela venceu o desafio de harmonizar com todo amargor do quinino, isso demonstra o quanto é versátil. Por isso mesmo não perde em nada para grandes destilados do mundo afora. E se você também tem a sua releitura feita com cachaça, poste aqui nos comentários e engrosse nosso coro. Se não, diga o que você achou dessa receita e qual a reação de seus convidados quando você a fez!

Receita

Receita

Cachaça & Tônica

Autor

Junior WM

Porção

1 porção

Ingredientes

Uma cachaça de boa qualidade, com acentuada característica aromática da cana
Água tônica de quinino
Sementes de cardamomo
Limão Siciliano
Gelo
Copo grande (pelo menos 300mL)

Instruções de preparo

1. Macere duas sementes de cardamomo no fundo do copo

2. Com um muddler, amasse uma fatia fina de limão siciliano

3. Sirva 70 mL de cachaça

4. Se você gostar de bitters pingue um dash antes de mexer. Nesse caso usamos 3 gotas de Angostura Aromatic Bitters e 2 de Angostura Orange Bitters.

5. Adicione gelo

6. Complete o copo com água tônica

7. Mexa suavemente

PUBLICADO POR:

youtube google-plus facebook twitter instagram user filter list