dadinho-de-tapioca-molho-pimenta-cachaca

Aprenda o passo a passo para preparar os deliciosos e famosos dadinhos de tapioca com queijo-de-coalho e molho de pimenta com cachaça do chef Rodrigo Oliveira do Mocotó

Em 2004, ainda na faculdade Anhembi Morumbi, Rodrigo Oliveira ouviu da colega Adriana Cymes sobre um bolinho com tapioca, leite, queijo minas, ovos, manteiga que era a cara do Mocotó. Rodrigo decidiu fazer uma versão com queijo coalho e oferecer para os clientes do restaurante, mas sem colocar o bolinho no cardápio. Certo dia, ao sair da cozinha enquanto fazia a massa, Rodrigo encontra na sua volta uma placa dura – pronta para ir no lixo. Mas na hora lembrou da polenta, que é espalhada na assadeira, cortada e frita. Decidiu fazer um teste e cortou a massa em dadinhos – do erro, surgiu a famosa receita.

A receita dos dadinhos de tapioca do Mocotó já é bastante famosa e um dos motivos que faz milhares de pessoas irem todos os meses no restaurante de comida sertaneja localizado na Vila Medeiros em São Paulo. O dadinho já se tornou presença obrigatória em diversos restaurantes pelo país e tem potencial de ter a mesma relevância da coxinha entre os petiscos favoritos dos brasileiros. Além da qualidade dos ingredientes e da saborosa massa e recheio, um dos segredos da receita está no seu molho agridoce que leva na composição três tipos de pimenta e cachaça branca.

RECEITA DO MOLHO AGRIDOCE DOS DADINHOS DE TAPIOCA DO MOCOTÓ

dadinho-de-tapioca-molho-pimenta-cachaca

Dadinho de Tapioca com Queijo-de-Coalho

Rodrigo Oliveira
Aprenda o passo a passo para preparar os deliciosos e famosos dadinhos de tapioca com queijo-de-coalho e molho de pimenta com cachaça do chef Rodrigo Oliveira do Mocotó

Ingredients
  

  • 250 g Tapioca granulada
  • 300 g Queijo de Coalho
  • 500 ml Leite quente 
  • 8 g Sal (pode variar de acordo com o sal do queijo)
  • 1 pitada Pimenta branca 

Molho de pimenta agridoce

  • 300 ml de água
  • 250 ml de vinagre de manga
  • 40 ml de cachaça branca
  • 50 g de alho assado sem casca
  • 40 g de pimenta dedo de moça assada
  • 40 g de pimenta de bico
  • 8 g de pimenta malagueta em conserva drenada
  • 500 g de açúcar
  • 20 g de sal
  • 20 g de polvilho doce

Instructions
 

  • Misture o queijo ralado e a tapioca e junte ao leite bem quente, mexendo sempre para não formar grumos.
  • Acrescente os temperos e continue mexendo até a mistura começar a firmar.
  • Despeje em uma assadeira forrada com plástico (para facilitar o desenformar) e cubra com papel filme. Deixe resfriar em temperatura ambiente e leve à geladeira por pelo menos 3h.
  • Corte em cubos e frite por imersão a 170ºC até dourar.
  • Sirva com molho de pimenta agridoce.

Molho de pimenta agridoce

  • Abrir as pimentas dedo de moça, tirar as sementes. Assar a 150°C por 20min, com a pele para baixo. Repetir o mesmo processo para o alho. Picar com a faca as pimentas antes de bater.
  • Fazer um caramelo com metade do açúcar. Quando o caramelo estiver ainda claro (165°C), adicionar a água e manter no fogo baixo.
  • Hidratar o polvilho com um pouco da água e reservar.
  • Bater no liquidificador metade das pimentas de bico com a totalidade de pimenta malagueta e um pouco da água até ter uma pasta. Coar esta mistura no caramelo e jogar as sementes fora.
  • Aos poucos e separadamente, colocar no liquidificador as pimentas dedo de moça, pimentas de bico e o alho assado. Com ajuda da água, bater pulsando para que não desmanchem totalmente.
  • Depois de processados, vá adicionando no caramelo e ao final, junte o restante dos ingredientes (vinagre, sal, cachaça e sobra de água se tiver)
  • Ferva essa mistura, e deixe mais 10 min no fogo baixo. Adicione o polvilho hidratado de uma vez, mexa bem e envaze ainda quente.
  • Sirva como acompanhamento a deliciosos dadinhos de tapioca com queijo coalho.

Video

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba em primeira mão nossas novidades, eventos e promoções

Mapa da Cachaça

Mapa da Cachaça

O Mapa da Cachaça é uma premiada plataforma multimídia com o objetivo de compartilhar informações sobre a cultura, história, aromas e sabores do destilado brasileiro.

Quer receber no seu e-mail 5 aulas gratuitas sobre cachaça? Assine nossa newsletter exclusiva e durante 5 dias te enviaremos o melhor conteúdo sobre o destilado brasileiro!

Compartilhe esse artigo

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
dorna de amburana

Dorna de amburana para envelhecer cachaça

Já pensou em ter sua própria dorna para envelhecer cachaça? Nós fizemos uma seleção dos melhores barris e dornas de amburana para você começar seus experimentos em casa com bebidas  fermentadas e destiladas.

Comprar
Dorna de Bálsamo

Dorna de bálsamo para envelhecer cachaça

Quer envelhecer sua própria cachaça, cerveja ou coquetel? Temos a dorna de bálsamo que você precisa para começar seus experimentos.

Comprar
Barril de amburana

Barril de amburana para envelhecer cachaça

Barril de diversos tamanhos da madeira amburana (Amburana cearenses) para envelhecer cachaça e outras bebidas como rum, cerveja e coquetéis.

Comprar
mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • Adicionar um comentário