Produtor de Cachaça - Santa Rufina Indústria e Comércio - Mapa da Cachaça
Ethylica

Santa Rufina Indústria e Comércio

Américo Brasiliense - São Paulo

http://www.cachacasebastiana.com.br/

Entre em contato

Santa Rufina Indústria e Comércio de Derivados de Cana de Açúcar

CNPJ: 4314838000100

INS. ESTADUAL:

PROPRIEDADE:

PRODUÇÃO ANUAL:

contato@cachacasebastiana.com.br

(16) 3620-2774

Rodovia SP 255, KM 60,5 - Américo Brasiliense, SP

Fale com o produtor

Envie uma mensagem diretamente para o produtor e tire todas as suas dúvidas



Prêmios recebidos

2014 - New York World Wine & Spirits Competition

Medalha de Ouro para Sebastiana Carvalho Single Barrel
Medalha de Prata para a Sebastiana Castanheira

2015 - International Spirits Challenge Londres

Medalha de Prata para a Sebastiana Carvalho Single Barrel

2016 - Miami Rum Festival

Medalha de Ouro para Sebastiana Duas Barricas

2016 - San Francisco World Spirits Competition

Duplo Ouro para a Sebastiana Duas Barricas

2017 - Concours Mondial Bruxelles

Medalha de Ouro para Sebastiana Duas Barricas

2017 - Expocachaça

Medalha de Prata para Sebastiana Carvalho Single Barrel
Medalha de Prata para Sebastiana Castanheira
Medalha de Prata para Sebastiana Cristal

2018 International Wine and Spirits Competition

Medalha de Ouro para Sebastiana Duas Barricas
Medalha de Prata para a Sebastiana Carvalho Single Barrel

2018 - Concurso Cachaça com Ciência - UNESP/IAC JAÚ

Medalha de Ouro para Sebastiana Carvalho Blend
Medalha de Ouro para Sebastiana Duas Barricas

Descrição

Cachaça Sebastiana é produzida no interior de São Paulo e já é exportada para França, Alemanha e Canadá

Os barris de envelhecimento da cachaça Sebastiana

A cachaça Sebastiana é produzida no interior de São Paulo, na cidade de Américo Brasiliense, região de Araraquara. Feita na Fazenda Santa Rufina, essa é uma bebida que tem tradição desde 1960.

A produção da cachaça Sebastiana é liderada atualmente por Carlos Alberto Mattos, conquistou uma projeção importante tanto no mercado nacional quanto internacional, sendo exportada para países como França, Alemanha e Canadá – este último foi um feito bastante importante também para o setor.

A qualidade premium da cachaça Sebastiana se dá em toda produção, em que o tratamento especial acontece desde o plantio da cana-de-açúcar, ao envelhecimento da bebida, que é feito em tonéis de madeira castanheira e carvalho americano – que são regulamentados pelo Ministério da Agricultura.

Atualmente a Sebastiana tem no portfólio as cachaças Sebastiana Duas Barricas (envelhecida por 4 anos em barris de castanheira e carvalho americano), a Sebastiana Carvalho Single Barrel (3 anos em carvalho americano), a Sebastiana Castanheira (1,5 anos em castanheira), e a Sebastiana Cristal, que é uma cachaça branca que passa por descanso em tanques de inox.

Sebastiana – a moça das pernas

A cachaça Sebastiana nasceu na cidade de Ibaté, na região de São Carlos, na década de 1960. O nome da mesma cachaça era antigamente ‘Perna de Moça’, uma homenagem humorada à uma pequena confusão que aconteceu naquela época.

Dizem que a mulher do mestre alambiqueiro tinha belas pernas e um dia um dos apreciadores da caninha perguntou se a cachaça era ‘tão boa quanto as pernas daquela moça’, o que gerou um bafafá na época. Como homenagem a essa história, a família Barros adotou o nome, que mais tarde foi substituído por Sebastiana – o nome da dona das polêmicas pernas.

Exportação

O feito de Carlos Mattos para estabelecer a Sebastiana como uma cachaça de qualidade Premium foi, além de investir em uma produção de qualidade que começa no plantio e segue até o produto final, se propor a participar de concursos importantes internacionais.

Em 2014 conquistaram medalha de ouro no New York World Wine & Spirits, e em 2016 levaram o ouro duplo e Best In no San Francisco World Spirits, que é a melhor do evento, entre outras.

Em 2019, Mattos encabeçou um grande projeto de exportação para o governo do Canadá. Ao ver que seria a única marca de cachaça a figurar no mercado canadense, Mattos articulou com outros produtores para fazer uma união e todos se encaixarem nos padrões de exigência do governo canadense – processo que demorou um ano para ser concluído.

Ao fim, entraram para o mercado do Canadá a cachaça Sebastiana, a Água de Arcanjo e a Werneck.

https://goo.gl/maps/tQWZWpLT9MwziD9L7

Produtos

youtube google-plus facebook twitter instagram user filter list