Jean Ponce deixa D.O.M. para abrir bar de cachaça
Verallia

Jean Ponce deixa D.O.M. para abrir bar de cachaça

22 de 02 de 2015

Após cinco anos atrás do balcão do premiado restaurante D.O.M., do grupo de Alex Atala, o bartender mundialmente famoso, Jean Ponce, deixa seu posto de sucesso para abrir um bar de cachaça. Com abertura planejada para o segundo semestre deste ano, Jean conta que a grande estrela da casa será muito brasileira: a cachaça. Segundo Jean, os brasileiros sabem fazer ótimos drinks, até mesmo como o internacional Negroni, mais ainda não aprenderam a fazer caipirinhas perfeitas.

Nas suas palestras, Jean Ponce apresenta suas pesquisas sobre coquetelaria brasileira, destacando o papel da cachaça como destilado base para muitos drinques com frutas e especiarias nacionais, mas também propondo uma combinação e releitura com produtos importados. Em julho, junto com o Felipe Jannuzzi do Mapa da Cachaça, Jean irá compartilhar sua filosofia no Tales of the Cocktail, maior evento sobre coquetelaria no mundo realizado anualmente em Nova Orleans. No vídeo abaixo, podemos entender mais sobre a visão de Jean sobre coquetelaria brasileira:

O que podemos esperar da nova casa?

Para ele, um bar deveria ter, pelo menos, 12 rótulos diferentes para explorar tudo o que a cachaça oferece. “Lá fora se veem nos bares prateleiras inteiras com garrafas de gim. Por que não podemos ter isso com a cachaça?”, se pergunta, e completa dizendo que “aqui, há casas com 48 uísques e menos de 10 cachaças. É triste”.

A nova casa dedicada à bebida brasileira deve ter drinques feito no olho e também se tornar uma escola de coquetelaria. Jean termina dizendo que os bartenders devem aprender desde a base, começando por lavar copos até chegar, enfim, ao balcão.

VII Jean Ponce Coqueteis

Jean Ponce e Fernando Lisboa lançam o VII

Enquanto o bar não é inaugurado, Jean continua investindo no ramo da coquetelaria de outra forma com o projeto VII. Ao Lado de Fernando Lisboa, ambos investem na produção de coquetéis engarrafados individual e artesanalmente, para bares que não abrem mão de possuir uma bela carta de bebidas, mas não querem investir diretamente na coquetelaria.

Fonte: Folha de S. Paulo

Anúncios

PUBLICADO POR:

youtube google-plus facebook twitter instagram user filter list