Desde 2007, a cachaçaria Da Tulha, de Mococa, interior paulista, vem se consolidando como produtora de blends exclusivos.

Desde a criação da primeira versão Cachaça da Tulha Edição Única em 2007, a empresa, atualmente comandada por Dudu Quintella, aposta em técnicas de blendagens consolidadas por outras bebidas e ainda inusitadas no universo do destilado nacional.

Cachaça da Tulha Edição Única
Inovação com blends especiais da Cachaça da Tulha

“Eles abraçaram o conceito de blend de uma maneira especial, semelhante ao que é feito com o uísque na Escócia”, afirma Maurício Maia, colunista especializado em cachaça de O Estado de São Paulo.

Voltando no tempo, a empresa familiar já produzia cachaça quando recebeu uma sugestão de Edgar Bueno da Costa, um dos fundadores da Cia. Tradicional de Comércio (famosa pelo Pirajá, entre outras casas). “Cachaça é um mercado linear, difícil de se criar, vocês precisam fazer alguma coisa para se destacar”, relembra Dudu.

“Daí, a ideia de fazer um blend veio do Erwin (Weimann). Afinal, se tem uísque que blenda diferentes idades da mesma madeira, a gente ainda podia blendar madeiras diversas, e ter isso como um grande diferencial em nosso portfolio.”

Para a edição 2016, comemorativa de 10 anos, eles foram ainda mais ousados e mesclaram bebidas envelhecidas em 5 madeiras diferentes, com variedade de tempo para o envelhecimento nas mesmas madeiras. Acompanhe o blend:

  • 50% de cachaça envelhecida em jequitibá (Desses, 60% permaneceu na madeira por cinco anos, 20% por oito e outros 20 por 11 anos).
  • 25% de cachaça envelhecida em bálsamo (Desses, 60% com 15 anos e 40% com seis).
  • 20% de cachaça envelhecida em carvalho europeu por 10 anos.
  • 4% de cachaça envelhecida em carvalho americano por dois anos e cinco meses.
  • 1% de cachaça envelhecida em amburana por 10 anos.

Para quem acha isso uma bobeira, Maurício Maia é taxativo: “Nós testamos 1% e 2% de amburana e concluímos que, naquela porcentagem mais baixa, era possível adicionar um toque especial no blend como um todo. Investir em 1% de amburana é acreditar em um potencial de sutileza bastante específico e difícil de achar em outras cachaças.”

Anualmente, a combinação perfeita é decidida em um encontro que dura em torno de 2 horas. Nesses momentos exclusivos, especialistas e nomes fortes da gastronomia se reúnem para “brincar de alquimista” e propor a mais variada gama de combinações de sabores.

Em 2016 a Edição Única contou com a participação de Erwin Weimann, Luisa Saliba, da Rota do Acarajé, Gerson Menezes, do grupo Rubaiyat, Marcelo Chuquer, Dudu Quintella e Maurício Maia. Esta é, inclusive, a primeira vez que o produtor, no caso o Dudu, está estampando um dos rótulos da cachaça.

Cachaça Da Tulha Edição Única
Rótulos da Cachaça Da Tulha 2011 criados pelo artista Juarez Fagundes

A preocupação com a exclusividade é tão grande, que os rótulos sempre são produzidos por artistas plásticos para a Edição Única. Em 2011 tal característica foi levada tão a sério, que o artista Juarez Fagundes pintou uma grande tela que depois foi recortada em mais de mil pedaços: um para cada garrafa da qual se tornaria rótulo.

Mapa da Cachaça

Mapa da Cachaça

O Mapa da Cachaça é uma premiada plataforma multimídia com o objetivo de compartilhar informações sobre a cultura, história, aromas e sabores do destilado brasileiro.

Compartilhe esse artigo

Share on whatsapp
Share on email
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Dadinhos de madeira

Dadinhos de Madeira 1kg – Sem Tosta

Um quilo de dadinhos de madeiras sem tosta para envelhecimento acelerado. As opções de madeiras são: Amburana, Bálsamo, Carvalho, Castanheira, Cumaru, Eucalipto, Ipê, Jaqueira, Jequitibá, Putumujú

Comprar

O que recomendamos

Mais do Mapa da Cachaça

mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • Adicionar um comentário

    Curso

    Aprenda o Essencial da Cachaça

    R$190

    Já se inscreveu no Mapa da cachaça?

    40 mil já fazem parte da nossa comunidade.

    Se inscreva agora e receba no seu e-mail o melhor do Mapa da Cachaça