William Bonner - Crônicas e Contos do Mapa da Cachaça
William Bonner do Espaço- Ilustração de Renan T. Duarte

O segredo dele seria nosso vínculo de minutos em São Miguel do Gostoso, no Rio Grande do Norte. Eu mal tinha começado a caminhar pela areia da praia, recém-chegada de Natal, e Carlinhos, um gostosense, veio falar comigo.

“Qui maldadi êlish tão fazenu cum bichinhu, né?” – ele me disse, reparando que eu prestava atenção na proeza de três moleques tentando montar um burro bravo em pêlo, na marra, ali na praia. “É… mulecada é fogo, né?”, desconversei.

– Tu num é daqui não, é?
– Não, sô d´São Paulo.
– Da capital?
– Aham.
– Eu conheçu duas minina qui móra lá, a Andréia i a Solange. Tu conhece elas?
– Conheço não… São Paulo é muito grande, né?
– É…

Carlinhos me acompanhou pela praia até um restaurante da diminuta cidade de Gostoso, vila de pescadores quase deserta em períodos de baixa temporada. Eu tinha muita fome e estava feliz porque a comida nordestina é sempre abundante, do tamanho das maiores cobiças. Convidei Carlinhos pra almoçar. Ele não quis. “Pelo menos me acompanha na cerveja”.

– Num bêbu – ele disse.
– E um refrigerante?
– Pódi sê.

Sotaque arrastado o do Carlinhos, voz mansa, sorrisinho de esguelha, tímido, e um olhar assim, meio perdido, de quem está ali e não está ao mesmo tempo. Enquanto eu comia o peito de frango grelhado com batata frita e arroz, Carlinhos me olhava com apreensão, ensaiando algo pra dizer e que não dizia por pudor. Mas o segredo acabou ficando grande demais dentro dele e minha disponibilidade de turista era um ímã que o atraía. Carlinhos apoiou o copo de Coca-Cola na mesa, inclinou o corpo na minha direção, olhou bem dentro dos meus olhos até quase ficar estrábico e me disse baixinho que queria me contar um sonho. “Pó contá, Carlinhos”.

– Tu sábi u Uíllian Bônei?
– Quem?
– U Uílian Bônei, aqueli qui apresenta u jórrrnal nacional…
– Ah! Sei sei
– Eu sonhu cum Eli.
– Sonha u quê?
– Qui eu sô Eli i qui aprésentu u jórrnal cum êli também.
– Nossa…
– Eu tô aqui sentadu i êli também… eu falu, êli fala..
– Cêis apresentam o jornal juntos?
– Aham… i eu sô êli. Meu sonhu é sê êli.

Carlinhos se inclinava mais na minha direção conforme o sonho ia se tornando mais sério pra ele. Eu mesma já tinha estacionado os talheres e empurrado o prato pro lado pra dar espaço ao seu segredo.

– Eu rá sonhava c´um Bônei antish di cunhecê êli. Aí em 96 minha vó compro u´a televisão, eu nunca tinha assistido u´a, aí eu vi u Bônei i pensei qui éra êli qui eu sonhava.

Carlinhos fez silêncio e o olhar dele procurou ao redor se alguém mais nos ouvia. Mas não. O silêncio de Gostoso não reconhecia aquela extravagância. E certamente ninguém mais ouviria aquela história, porque em São Miguel do Gostoso, Carlinhos era o menino que passava e diziam que “lá ía o doidinho”.

– Cê qué apresentá o jornal nacional, Carlinhos?
– Quéru. I u Bônei dissi qui´eu vô.
– Quando ele dissi?
– Quando eu sonhei cum êli uns dia pátraiz. Sonhei qui a rênti tárra nu ispaçu i êli lançava uns raiu lêisi…. é raiu lêisi, é?
– É.
– Êli lançava essish ráiu nu meu zói i a rênti saía vuânu i êli dizia qui´eu ía apresentá.

Carlinhos contou que escreveu para William Bonner contando do sonho.

– Maish êli num réshpondeu… Achu qui ninguém in Goshtos rá sonho issu, só eu.

O gostosense terminou a Coca-Cola e não quis outra. Fez silêncio e escondeu os olhos no fundo do copo. Eu não terminei o frango. Carlinhos e eu, cúmplices, ficamos beliscando as batatas que sobraram na travessa e ouvindo a gritaria dos moleques que ainda tentavam montar o burro bravo em pêlo.

 

 

Ilustração: Renan T Duarte. Renan costuma desenhar sobre corações, quadrinhos, contos de fada, cultura pop e tudo mais que der na telha no seu blog do Reds

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba em primeira mão nossas novidades, eventos e promoções

Quer receber no seu e-mail 5 aulas gratuitas sobre cachaça? Assine nossa newsletter exclusiva e durante 5 dias te enviaremos o melhor conteúdo sobre o destilado brasileiro!

Compartilhe esse artigo

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
dorna de amburana

Dorna de amburana para envelhecer cachaça

Já pensou em ter sua própria dorna para envelhecer cachaça? Nós fizemos uma seleção dos melhores barris e dornas de amburana para você começar seus experimentos em casa com bebidas  fermentadas e destiladas.

Comprar
Dorna de Bálsamo

Dorna de bálsamo para envelhecer cachaça

Quer envelhecer sua própria cachaça, cerveja ou coquetel? Temos a dorna de bálsamo que você precisa para começar seus experimentos.

Comprar
Dadinhos de madeira

Dadinhos de Madeira 1kg – Sem Tosta

Um quilo de dadinhos de madeiras sem tosta para envelhecimento acelerado. As opções de madeiras são: Amburana, Bálsamo, Carvalho, Castanheira, Cumaru, Eucalipto, Ipê, Jaqueira, Jequitibá, Putumujú

Comprar
  • Hércules
    setembro 5, 2011 at 6:44 pm

    Várias cidades têm personagens assim, e essa ingenuidade costuma nos encantar pois é reviver um pouco de nós que enterramos no tempo. Parabéns pelo causo Sabrina.

    • Linda
      março 8, 2017 at 6:17 pm

      Unusual this post is totaly unrelated to what I was searching google for, but it surely was listed at the first page. I assume your doing something right if Google likes you sufeicifnt to position you on the first page of a non related search.

  • Isabel
    setembro 6, 2011 at 4:40 pm

    Ri muito!! kkkk Náo conhecia o site, bem legal! Parabéns

    • Paulo César s Roza
      junho 8, 2016 at 11:26 pm

      Maravilhoso o texto,acho que falta este,humor brejeiro,nas redes sociais.parabéns e abraços.

  • Victor Ferrari
    outubro 19, 2011 at 12:15 pm

    Tô adorando os textos! Haha! De muito bom gosto, além do ótimo humor! Parabéns!

  • sabrina
    fevereiro 27, 2012 at 1:32 pm

    valeu, gente!!

    muito obrigada pela visita 🙂

    grande abraço,

    sabrina

    • Carlinhos bonito são Miguel do gostoso
      setembro 2, 2015 at 11:19 am

      Sabrina sou eu Carlinhos bonito de são Miguel do gostoso., quero que você volte na cidade do gostoso e mim. Leve pra fazer matéria sombre mim fala isto no programa de televisão gosto muito de voce meu telefone é 994349311 OKbeijos

Adicionar um comentário
%d blogueiros gostam disto: