Versinhos de Caipira - Cachaça - Sidnei Maschio - Mapa da Cachaça
Verallia

Versinhos de Caipira – Cachaça – Sidnei Maschio

10 de 01 de 2014

Versinhos do jornalista Sidnei Maschio mostram que a cachaça e a cultura caipira são galhos da mesma árvore plantada no coração do Brasil

Abaixo dois trechos do livro Versinhos de Caipira – Terceira Fornada – escrito pelo jornalista e apreciador de cachaça Sidnei Maschio que retratam da cachaça.

1.

Galinha não bota pela primeira vez

se não tiver no ninho um ovo indês,

e eu não toco a primeira moda se não tiver na roda

bebida boa, uma tantada de broa

e uma paixão pra me encher o coração de inspiração.

Versinho Caipira - Xilogravura

2.

Vou chamar o meu amigo e compadre João Donato

pra ir comigo de tardezinha na vendinha da dona Rosa,

tomar uma que esquenta prosa, mas que não engasgue o

gato.

Quero ver se eu consigo convencer ele a entrar num

entendimento

e me vender, mesmo que não seja barato, aquele jumento

pelo de rato, pra eu pôr com a minha égua marchadeira,

que é boa criadeira e haverá de me dar uma muladeira de

primeira.

Versinho de Caipira - Sidnei Maschio

Livro Versinho de Caipira – Sidnei Maschio

Os versos e as ilustrações são do livro “Versinhos de Caipira Terceira Fornada”.

Sobre o livro Versinhos de Caipira:

Mais do que um resgate de palavras e expressões perdidas no tempo e na história do Brasil sertanejo, ” Versinhos de Caipira – Terceira Fornada” retrata um pedaço generoso da alma e da vida do caipira brasileiro. O autor viaja pelo cotidiano do boiadeiro, do roceiro e do todo o povo simples do sertão brasileiro, desvendando um universo de extraordinária riqueza cultural e humana, que se manifesta no trabalho e nas relações dos indivíduos com a natureza e com os seus grupos sociais. O Transporte da boiada, o mutirão de trabalho coletivo, a construção do rancho, a viola e a cantoria, o dia e a noite, o sol e a lua, a solidão do sertão; o mote é farto e enseja o verso para cantar saudade, felicidade, tristeza, alegria, orgulho, solidariedade, o sentimento que povoa o generoso coração do caipira e que fez dele um dos pilares da construção de uma identidade brasileira

Ilustrações por Rafael Oliveira

 

Anúncios

PUBLICADO POR:

youtube google-plus facebook twitter instagram user filter list