Personagens no Sagrado Bar - Mapa da Cachaça
Verallia

Personagens no Sagrado Bar

02 de 01 de 2015

Kurukshetra

Matina de sol claro. Faço um flagrante fotográfico no Bar do Capa.

Confluência das ruas Clemente Martins, General Carneiro; forquilha

com a Risério Leite. Saída para o bairro Santa Rita I e II.

Ainda preocupados com os tantos terremotos curraleiros que

abalam continuadamente os nossos Montes Claros, terra do Pequi.

Acochados pelas tantas Síndromes do Coração Partido.

Deserdados da sorte, sem eira e nem beira. Membros da nossa

comunidade comemoram o fim de ano no lugar mais eclético do

mundo. O boteco.

Não os meça pela aparência simplista ou pela expressão cansada e

aspecto amarrotado das vestes. São sobreviventes das vicissitudes da vida.

Mestres de ofício, braçais. Capoeiristas, sambistas, instrumentistas

no couro do gato. Os de mais idade já criaram filhos e netos. Uns

tantos, 171 da vida e cobras criadas.

Pelos sulcos que deformam parcialmente os seus semblantes dá para

se medir as tragédias que superaram e as muitas a vir.

No sagrado do bar, buscam sorver o néctar do deus Baco. A cachaça

branquinha, sem o glamour do retro gosto das de primeira qualidade

e a cerveja desdobrada pela ganância das multinacionais.

Enchem o barril sem fundo das suas emoções, visando alcançar a

sustentabilidade de suas almas.

Todos são filhos do mesmo Deus. Entes mandados a esse mundo de

provas e expiações, em missão instrumental. Cada qual com o seu

cada qual, cada um na sua dor e felicidade.

Todos com as suas sentenças.

Como relatei, são almas enviadas ao mundo em missão. Buscam

atualizar as realidades divinas usando o carro de combate. O corpo

físico e a alma plástica.

Estão embriagados…

Mas, são guerreiros do Altíssimo em combate no Campo de Kurukshetra.

Somos todos os irmãos!

Anúncios

PUBLICADO POR:

youtube google-plus facebook twitter instagram user filter list