História da Cachaça

A cachaça Princesa Isabel Amburana é produzida nas margens do Rio Doce, que corta a fazenda Tupã, em Linhares, interior do Espírito Santo. Pensada para ser uma cachaça ecológica.

A colheita é feita manualmente, sem uso de máquinas, ou queimadas. A fermentação é natural e feita com leveduras selecionadas. A destilação passa por todo processo em alambique de cobre. 

A  Princesa Isabel Amburana conta com o selo de Certificação Orgânica emitido pelo Instituto Chão Vivo, certificado credenciada ao Ministério da Agricultura. Este reconhecimento é o resultado de um intenso trabalho de dedicação que teve início há 5 anos, em que toda a cadeia produtiva da cachaça, desde o plantio à energia consumida são sustentáveis. Todos os produtos são isentos de aditivos químicos, conservantes, queimadas, pesticidas ou fertilizantes de síntese química.

Tipo de cachaça
Dados da cachaça
  • Nome da cachaça
    Princesa Isabel Amburana
  • Faixa de preço
    $$
  • Ativa no mercado
    Sim
  • Trademark
    Princesa Isabel
  • Orgânica
    Sim
  • Cana própria
    Sim
  • Levedura
    Levedura selecionada
  • Destilação em
    Alambique de cobre
  • Estandardizada
    Sim
Volume
Teor alcoólico
Localização

FJ8W+XJ Colatina, Espírito Santo, Brasil

Detalhes da Produção

Após a destilação, a cachaça Princesa Isabel Amburana passa por barris de jequitibá-rosa de 4 mil litros por 3 anos. Seguindo para barris de 200 litros de amburana por 18 meses e finalizando em barris novos de carvalho americano por 6 meses

Video
    mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • Adicionar uma avaliação
    Contato

      Curso

      Aprenda o Essencial da Cachaça

      R$190

      Já se inscreveu no Mapa da cachaça?

      40 mil já fazem parte da nossa comunidade.

      Se inscreva agora e receba no seu e-mail o melhor do Mapa da Cachaça