O carvalho é a madeira mais usada no envelhecimento de destilados e outras bebidas. Segundo a Dra. Aline Bortoletto, cientista de alimentos da Esalq-USP (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz),  “a composição química da madeira de carvalho, a espécie botânica, a proveniência geográfica, a idade da madeira e o modo como conduzir a floresta são parâmetros relevantes na escolha do produtor de cachaça, pois interagem sobre a qualidade da madeira e, consequentemente no perfil sensorial da bebida”. A questão é que a utilização do carvalho, por ser uma madeira importada, acaba encarecendo a produção da cachaça artesanal envelhecida.

A boa notícia é que, uma pesquisa realizada pela Esalq, demonstrou que o envelhecimento também pode ser feito em barris de madeira nacional de forma mais barata e sem perder a qualidade. Os pesquisadores analisaram oito tipos de madeira e de acordo com os testes, o jequitibá-rosa e a cerejeira, também conhecida como amburana, têm potencial de envelhecimento semelhante ao carvalho, pois diminuem a sensação de acidez e o gosto acentuado de álcool da bebida recém-destilada.

Barril de Cachaça
No Mapa da Cachaça realizamos testes sensoriais com diversas madeiras brasileiras

Lethicia Suzigan Corniani, pesquisadora do projeto, disse que “A cerejeira e o jequitibá-rosa apresentaram-se como ótimas alternativas ao uso do carvalho, uma vez que são espécies nativas e economicamente viáveis”. As madeiras já são utilizadas no envelhecimento da cachaça, mas a pesquisa da Esalq, sob orientação do professor André Ricardo Alcade, é a primeira a comprovar cientificamente que elas têm qualidades para concorrer igualmente com madeiras importadas.

E qual a diferença para o consumidor final?

Segundo a Dra. Aline Botoletto, cada madeira agrega uma qualidade específica à cachaça. “O produto envelhecido no jequitibá-rosa se aproxima da coloração da cachaça sem envelhecer, mas é menos ácido que ela, assemelhando-se mais à cor e ao gosto do produto final destilado em carvalho”. Segundo ela, a cerejeira já dá uma coloração mais intensa à bebida, e um aroma característico dessa madeira. “Ela quebra a sensação de acidez também, mas a bebida fica com gosto mais forte”, afirma.

Em um mercado com mais de 20 madeiras nacionais usadas para envelhecer o destilado, temos nas nossas mãos uma bebida realmente inovadora. A qualidade que já sentimos nos copos, agora é também comprovada em laboratório.

caipirinha com cachaça do Mapa da Cachaça
Vamos inventar novas receitas com cachaça envelhecidas em madeiras brasileiras?

O envelhecimento valoriza o produto

Em artigo para o Mapa da Cachaça, Dra. Bortoletto conta que o envelhecimento da cachaça é uma prática que modifica a qualidade química e sensorial da bebida, agrega cores, sabores e aromas diferenciados. O poder da madeira durante o processo de envelhecimento é traduzido pela transformação do líquido recém destilado em uma bebida fina e de qualidade diferenciada. O processo, consequentemente, chega a valorizar o produto em mais de 300%.

Segundo a Embrapa (Empresa Brasileira Agropecuária), a cachaça industrial, que é geralmente armazenada em tonéis de inox, é vendida no atacado por cerca de R$ 2,50 o litro. A envelhecida, por sua vez, consegue um valor de, no mínimo, R$ 5,10 o litro e, dependendo da forma como é comercializada, pode chegar, em média, a R$ 25 o litro.

Para o consumidor final, o preço de uma cachaça envelhecida, mas industrial, chega a R$ 100, enquanto as cachaças especiais, de produção artesanal, o valor pode ultrapassar os R$ 250.

Ficou interessado? Quer saber mais sobre o processo de produção e envelhecimento da cachaça? Assista a este vídeo produzido pelo Mapa da Cachaça, em parceria com a Esalq-USP, e descubra tudo sobre a fabricação desta bebida tão brasileira:

Mapa da Cachaça

Mapa da Cachaça

O Mapa da Cachaça é uma premiada plataforma multimídia com o objetivo de compartilhar informações sobre a cultura, história, aromas e sabores do destilado brasileiro.

Quer receber no seu e-mail 5 aulas gratuitas sobre cachaça? Assine nossa newsletter exclusiva e durante 5 dias te enviaremos o melhor conteúdo sobre o destilado brasileiro!

Compartilhe esse artigo

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Dadinhos de madeira

Dadinhos de Madeira 1kg – Sem Tosta

Um quilo de dadinhos de madeiras sem tosta para envelhecimento acelerado. As opções de madeiras são: Amburana, Bálsamo, Carvalho, Castanheira, Cumaru, Eucalipto, Ipê, Jaqueira, Jequitibá, Putumujú

Comprar
Adicionar um comentário