Livros para quem bebe Cachaça - Parte 1 - Mapa da Cachaça
Verallia

Livros para quem bebe Cachaça – Parte 1

25 de 02 de 2014

Vinho & Guerra

Vinho e Guerra - Don e Petie Kladstrup

Vinho e Guerra – Don e Petie Kladstrup

Em Vinho & Guerra os autores contam a história  da II Guerra Mundial pela perspectiva dos produtores de vinho na França. O livro retrata as artimanhas dos franceses para esconderem milhares de garrafas de vinho dos invasores alemães. Assim como o vinho é um tesouro nacional francês, acreditamos que a cachaça representa muito da nossa história e cultura e por isso ela deve ser tratada como um patrimônio nacional. Assim como os autores, também queremos mostrar que podemos falar sobre história e identidade de um povo ao falarmos sobre ingredientes próprios da gastronomia, como o vinho é para o francês e a cachaça para o brasileiro.

Versinhos de Caipira

Versinhos Caipiras - Sidnei Maschio

Versinhos Caipiras – Sidnei Maschio

Cachaça combina e muito com poesia! Em Versinhos Caipiras, Sidnei Maschio transformou suas viagens pelo sertão brasileiro em prosa gostosa. Leitura ideal para acompanhar uma boa cachacinha.

“Engraxei o sapato e fui na freguesia tirar retrato mas não sabia que o pé não aparecia na fotografia, voltei pra casa e penteei o cabelo com muito zelo, vesti o paletó, mas na gravata não acertei de dar nó e ainda fiquei com dó de sair na estrada porque ia pegar pó.

Aí mandei dizer pro Benedito retratista que, mesmo que ele insista, o combinado vai ficar de lado e vou deixar o dito pelo não dito, porque eu também nem sou muito bonito.”

Expedição – Brasil Gastronômico

Brasil Gastronômico - Guta Chaves, Rodrigo Ferraz e Dolores Freixa

Brasil Gastronômico – Guta Chaves, Rodrigo Ferraz e Dolores Freixa

Viagem e gastronomia – duas das coisas que mais gostamos aqui no Mapa da Cachaça. O livro Expedição – Brasil Gastronômico está na nossa lista porque traz justamente essa mistura de pé na estrada e a busca por pratos e bebidas tipicamente brasileiros. O livro surgiu do projeto Expedição Brasil Gastronômico que levou uma equipe do Festival de Gastronomia de Tiradentes para documentar a diversidade dos ingredientes brasileiros. A obra traz  uma identificação do que seria uma gastronomia regional – buscando caracterizar  um terroir para os diferentes pratos da nossa gastronomia. Neste mapeamento, o livro traz personagens (chefs e produtores rurais), ingredientes, estilos e uma associação direta da gastronomia com cultura local. Como um bom livro de viagem e gastronomia, as belas fotos nos transportam para diversos lugares do Brasil e dão muita água na boca.

Crash

Crash - Alexandre Versignassi

Crash – Alexandre Versignassi

De maneira bastante didática, Alexandre Versignassi explica vários conceitos do mundo econômico. Tem dúvida sobre o que é inflação? Ou o que causa uma bolha na economia? Crash explica tudo isso de maneira simples e trazendo exemplos da história antiga e outros mais contemporâneos. Em um dos capítulos, Crash apresenta a história da moeda  – que já teve como lastro o sal, a prata, o tabaco e até mesmo… a cachaça – durante o século XVII – inclusive muito valorizada como moeda de troca por escravo na África. Entender a economia brasileira é entender sobre o papel da cachaça nos primeiros séculos do Brasil Colonia – um dos primeiros produtos da nossa indústria e que teve papel importante em todos os nossos ciclos econômicos, começando pelo Ciclo do Açúcar.

Cachaça – O Espírito Mineiro

Cachaça O Espírito Mineiro - Jose Lucio Mendes

Cachaça O Espírito Mineiro – José Lúcio Mendes

Cachaça – o espírito mineiro é obra de José Lúcio Mendes –  o autor é envolvido no mercado da cachaça como articulador e produtor dos principais eventos sobre o tema, como a ExpoCachaça. O livro, além de informativo, apresenta muitos trechos de poesia e até mesmo uma postura política – tão importante nesse setor repleto de contradições. Em sua obra, José Lúcio não deixa de expor sua opinião sobre impostos abusivos e o futuro incerto do pequeno produtor da cachaça de qualidade. Obras como essa nos ajudam a resgatar e valorizar a cultura, história, aromas e sabores do destilado brasileiro, além de colocar em pauta questões que merecem ser debatidas.

O Brasil Holandês

O Brasil Holandês - Evaldo Cabral de Mello

O Brasil Holandês – Evaldo Cabral de Mello

Os holandeses produziam uma aguardente de cana no Brasil no início do séc 17. Dai foram expulsos pelos portugueses que proibiram a produção do destilado para vender mais bagaceira. Quando chegaram no Caribe, os holandeses voltaram a produzir aguardente de cana, usando a força da Companhia das Índias Ocidentais para vender e divulgar o rum. Apesar de mais novo, o rum é mais pop do que a cachaça graças aos holandeses.

Durante todo o Brasil Holandês, vemos a influência de Nassau no nordeste brasileiro e como tinha uma visão tão diferente daquela praticada pelos portugueses: na economia,  no urbanismo, nas relações sociais, na preservação da fauna e flora brasileira e no futuro da aguardente de cana.

Cachaça

Cachaça - Araquém Alcantara e Manoel Beato

Cachaça – Araquém Alcantara e Manoel Beato

Com prefácio de Fernando Henrique Cardoso, textos do sommelier Manoel Beato e fotos de Araquém Alcântara, “Cachaça” é livro indispensável nas prateleiras dos amantes da bendita. O livro é dividido em duas partes, na primeira, Beato conta suas impressões sobre o mundo da cachaça, mostrando sua rica bagagem cultural e nos conduzindo pelo universo da cachaça, sem muito aprofundamento, mas com uma visão de quem conhece muito sobre o mundo das bebidas alcoólicas. Na segunda parte, estão as fotos de Alcântara, trabalhando bastante com o p&b e retratando da produção ao consumo da bebida.

PUBLICADO POR:

youtube google-plus facebook twitter instagram user filter list