Conheça as alternativas da Verallia para facilitar a exportação de cachaça      - Mapa da Cachaça
Ethylica

Conheça as alternativas da Verallia para facilitar a exportação de cachaça     

05 de 12 de 2019

Fabricante de garrafas oferece embalagens que atendem à legislação para exportação de cachaça para Europa e Estados Unidos

Esse artigo é um publieditorial produzido em parceria com a Verallia

Nos Estados Unidos e em alguns países da América Latina, como a Colômbia e o México, o termo cachaça é reconhecido como uma Indicação Geográfica, uma espécie de certificado de origem, como o champanhe francês, por exemplo. Com isso, nesses mercados, apenas produtos fabricados no Brasil podem ser chamados de cachaça, o que abre aos produtores nacionais amplos horizontes para sua exportação.

Garrafas Verallia Selective Line

Modelos de garrafas pensando em exportação de destilados

No entanto, os desafios para quem quer conquistar o mercado além das fronteiras são imensos. Há todo um emaranhado de leis que precisa ser decifrado, questões de logística, especificações técnicas que variam de país a país, de região para região. Neste contexto, acertar na embalagem, com a adequação do volume, dos fechamentos e da rotulagem à legislação de cada local torna-se indispensável para que os produtores consigam vender lá fora os produtos brasileiros.

Embora o padrão universal do tamanho de garrafas de destilados seja 750ml, os órgãos reguladores da União Europeia, ainda nos anos 90, introduziram uma lei estabelecendo em 700ml a capacidade das embalagens no continente. Essa diferenciação prejudicou não apenas aos produtores do Velho Mundo que exportam seus produtos, mas principalmente as indústrias de outras partes interessadas em entrar no mercado europeu.

Em resumo, além de gerar um inevitável aumento de custos, a legislação da UE criou dificuldades operacionais para os produtores de todo o mundo. E no Brasil não foi diferente, essa situação persiste ainda hoje. A Verallia, uma das maiores fabricantes globais de embalagens de vidro para alimentos e bebidas, desde o início procurou adequar-se a essa realidade, viabilizando o envase de cachaças nacionais para mercados exteriores.

“O compromisso da Verallia sempre foi o de buscar soluções que atendam às necessidades dos produtores, em todos os segmentos que atua. A exportação da cachaça nacional cada vez mais é uma oportunidade de mercado para os alambique brasileiros. Nossa linha de produtos atende perfeitamente às necessidades da legislação nas várias partes do mundo – afirma Catarina Peres, supervisora de marketing da companhia.

Os padrões de garrafa na Europa e Estados Unidos

De fato, com três fábricas no Brasil, em Porto Ferreira (SP), Campo Bom (RS) e Jacutinga (MG), a Verallia oferece embalagens com variadas capacidades e tipos de fechamento, adequadas tanto ao padrão universal de 750ml, usado nos EUA e nos países da América Latina, entre outros, como ao padrão europeu de 700ml. São garrafas standard e modelos da linha premium, a Selective Line, com design arrojado, inovador e que conferem aos produtos um toque de sofisticação e diferenciação, perfeito para conquistar o mercado exterior.

É importante destacar que, além de modelos com as capacidades mais comuns, a Verallia também oferece embalagens com outras medidas também aceitas nos dois mercados. São garrafas de 1 litro e 1750 ml (permitidas nos EUA e na Europa), de 375 ml (também usadas nos EUA), e de 350 ml e 500 ml (usadas na Europa).

Tamanho das garrafas permitidos nos Estados Unidos

50ml, 100ml, 200ml, 375ml, 500ml, 750ml, 1000ml, 1750ml

Tamanho das garrafas permitidos na Europa

100ml, 200ml, 350ml, 500ml, 700ml, 1000ml, 1500ml, 2000ml

Dados de exportação de cachaça

De acordo com os dados do Ministério do Trabalho, há cerca de 1,5 mil produtores de cachaça no Brasil espalhados por todos os estados da federação. Mas este número pode ser ainda maior, se incluídos alambiques que funcionam na informalidade.

Em 2018, o Brasil exportou 8,4 milhões de litros de cachaça, tendo cerca de 60 países como destino, especialmente na América Latina, América do Norte e Ásia. Mas o potencial desse mercado, admite o próprio governo, é ainda maior.

Por isso, com o objetivo de facilitar e incentivar a exportação da cachaça, o Ministério da Economia e o Instituto Brasileiro da Cachaça (IBRAC) estão concluindo a elaboração de um guia destinado exclusivamente a esse mercado. É o “Aprendendo a Exportar Cachaça”, a primeira versão setorial desse projeto. Na solenidade de lançamento, o diretor executivo do IBRAC, Carlos Lima, explicou que um dos grandes desafios, é inserir os micro e pequenos produtores – que correspondem a cerca de 95% do segmento – no mercado exportador.

Buscar a internacionalização dessas empresas é uma missão de todos os agentes envolvidos. Tendo em vista a dimensão do setor, a quantidade de estabelecimentos produtores e a aceitação que o produto tem obtido no exterior, considera-se que existe um bom potencial para a expansão das exportações” – afirmou o executivo.

A Verallia tem consciência disso. E, sempre trabalhando junto aos produtores, procura fazer a sua parte.

Conheça o portfolio da Verallia

O portfólio de garrafas da Verallia para atender ao segmento de cachaças e outras bebidas destiladas é bastante variado. São embalagens que atendem tanto ao padrão universal, aceito no mercado dos EUA, como às exigências da legislação imposta pela União Europeia. Acesse aqui o catálogo digital.

Anúncios

PUBLICADO POR:

Comentários

  1. estou começando no mundo da destilaria agora e estou empolgado com os sabores

Seleção de Cachaças

youtube google-plus facebook twitter instagram user filter list
%d blogueiros gostam disto: