Caipirinha é o melhor drinque para mundializar a cachaça? Clássicos como Rabo de Galo podem ajudar

Gelo, limão, cachaça e açúcar. A receita da Caipirinha parece simples, mas para entornar o caldo é preciso muito pouco. O Rabo de Galo pode ser a solução.

rabo de galo_mapadacachaca
Rabo de Galo, uma estratégia para levar a cachaça para bares de todo o mundo.

A caipirinha não é a melhor forma de internacionalizar a cachaça?

Fazer Caipirinha não é algo tão simples como as pessoas pensam. O limão taiti é bastante acessível no Brasil e em países tropicais, mas encontrar um mero limãozinho no Hemisfério Norte pode ser tarefa difícil e cara. E quando a fruta está disponível, para azedar a bebida basta macerar demais a casca. Causar uma ressaca dos infernos então, nem precisa de muito, apenas a cachaça errada e muito açúcar para disfarçar. Em compensação, o Rabo de Galo tem um potencial de replicação muito maior. Partindo de uma receita 1 para 1, quando cachaça e vermute entram na mesma proporção, as variáveis que conduzem ao erro são muito menores.

O Rabo de Galo pode ser a solução?

O Rabo de Galo além de ter uma receita relativamente simples tem seus ingredientes disponíveis em qualquer lugar do mundo – gelo, bitter, uma boa cachaça e um bom vermute são ingredientes que podem ser encontrados nas principais capitais mundiais. E quem acha que o coquetel tem menos cultura do que a Caipirinha está muito equivocado. O Rabo de Galo é típico dos botequins e pés-sujos há muito tempo. Surgiu junto à imigração italiana em São Paulo, de uma necessidade de se aproveitar a cachaça, desde sempre a bebida mais barata dos balcões, junto ao vermute que começava a chegar via Cinzano.

Dos pés-sujos a uma dita alta coquetelaria.

O Rabo de Galo sempre foi marginalizado, era coisa de pé-sujo. Então, por meio de um movimento de orgulho e valorização das nossas tradições, os bartenders começaram a conquistar mais autonomia para afinar as cartas de drinques. Eles começaram a colocar ideias mais autorais na pauta do dia. Agora, que o Rabo de Galo já está em várias cartas, o cliente já olha pro coquetel de cachaça e vermute e começa a entender o que seria uma coquetelaria brasileira. O bartender começou a reproduzir a receita utilizando mais técnica, como servir na temperatura correta com gelo cristal e outras guarnições que enaltecem a bebida.

 

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba em primeira mão nossas novidades, eventos e promoções

Mapa da Cachaça

Mapa da Cachaça

O Mapa da Cachaça é uma premiada plataforma multimídia com o objetivo de compartilhar informações sobre a cultura, história, aromas e sabores do destilado brasileiro.

Quer receber no seu e-mail 5 aulas gratuitas sobre cachaça? Assine nossa newsletter exclusiva e durante 5 dias te enviaremos o melhor conteúdo sobre o destilado brasileiro!

Compartilhe esse artigo

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
barril de balsamo

Barril de bálsamo para envelhecer cachaça

Compre barril de bálsamo para envelhecer bebidas e agregar novas cores, aromas e sabores ao seu destilado (cachaça, rum, uísque), cerveja ou coquetel.

Comprar
Dadinhos de madeira

Dadinhos de Madeira 1kg – Sem Tosta

Um quilo de dadinhos de madeiras sem tosta para envelhecimento acelerado. As opções de madeiras são: Amburana, Bálsamo, Carvalho, Castanheira, Cumaru, Eucalipto, Ipê, Jaqueira, Jequitibá, Putumujú

Comprar
Dorna de Bálsamo

Dorna de bálsamo para envelhecer cachaça

Quer envelhecer sua própria cachaça, cerveja ou coquetel? Temos a dorna de bálsamo que você precisa para começar seus experimentos.

Comprar
mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • Adicionar um comentário