Anuário da Cachaça 2019 disponibiliza dados sobre produção de cachaça e aguardente no Brasil

Anuário da Cachaça apresenta mapeamento do Ministério da Agricultura que constata a existência de 1.562 produtores – a região sudeste lidera com o maior número de alambiques de cachaça.

engenho-cachaca-salinissima-mg
Anuário da Cachaça traz dados importantes para o entendimento do mercado de produção de cachaça e aguardente.

O Ministério da Agricultura lançou um estudo de mapeamento sobre os produtores de cachaça em todo território nacional. O projeto chamado “A Cachaça no Brasil – Dados de Registro de Cachaças e Aguardentes” visa normatizar, construir o crescimento e  aprimoramento do segmento no país.

Foi constatado que a produção de cachaça e aguardente está presente em mais de 800 municípios do Brasil e presente nas 26 unidades da federação. Apenas o estado de Roraima foi o único que não possui um estabelecimento registrado no mapa.

Com esse registro, foram constatados 951 produtores de cachaça e 611 de aguardente, isso representa um quarto do total de produtores de todas as bebidas registradas e produzidas no país.

O setor ainda emprega 600 mil pessoas e movimenta em receita, com as exportações,  aproximadamente US$ 14 milhões anuais, segundo o presidente da Confederação Nacional da Pecuária e Agricultura (CNA), João Martins.

Registrar para controlar a qualidade e fomentar o mercado

Realizado pela primeira vez este tipo de estudo sobre a bebida genuinamente brasileira, o intuito do mapeamento é fazer uma base para a construção de políticas públicas e ter números oficiais e atualizados para evitar cada vez mais a ilegalidade.

Segundo o diretor executivo do Instituto Brasileiro da Cachaça (Ibrac), Carlos Lima, o intuito da pesquisa é também receber um maior apoio do governo brasileiro. 

Nessa linha, o estudo também educa sobre as diferenças entre aguardente e a cachaça, que nós do Mapa da Cachaça também já contamos aqui na matéria “As cachaças que não são cachaças”.

Região sudeste é a que mais tem registros de alambiques de cachaça

Conforme o levantamento realizado até dezembro de 2018, a região sudeste aparece com a maior produção de cachaça, seguida da região nordeste e depois a sul.

Entre os estados, Minas Gerais se destaca como o grande produtor nacional . O estado concentra 421 produtores registrados no ministério, isso significa três vezes mais do que o segundo lugar, que é São Paulo, com 126. Em seguida vem o Espírito Santo, com 74 produtores registrados, Rio de Janeiro com 50 e o Rio Grande do Sul com 49.

No top 10, vêm os estados da Paraíba e Pernambuco, com 34 produtores cada, Bahia com 30, Paraná com 26 e Santa Catarina com 24.

Você pode acessar todos os dados deste mapeamento aqui através do anuário disponibilizado gratuitamente em PDF pelo Ministério da Agricultura.

Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba em primeira mão nossas novidades, eventos e promoções

Mapa da Cachaça

Mapa da Cachaça

O Mapa da Cachaça é uma premiada plataforma multimídia com o objetivo de compartilhar informações sobre a cultura, história, aromas e sabores do destilado brasileiro.

EVENTOS

Quem realizar eventos corporativos com degustação ou aulas para saber mais sobre cachaça. Entre em contato com nossos especialistas e te ajudaremos a realizar um evento memorável

TELEGRAM DA CACHAÇA

Entre para o Telegram do Mapa da Cachaça e receba ofertas exclusivas de destilados produzidos no Brasil, al´me de artigos, notícias e eventos do mercado de destilados.

PARCEIROS DO MAPA

O Mapa da Cachaça é a principal referência sobre cachaça. Seja um parceiro e nos ajude a construir nossa comunidade cachaceira e dê destaque aos seus produtos especiais.

Quer receber no seu e-mail 5 aulas gratuitas sobre cachaça? Assine nossa newsletter exclusiva e durante 5 dias te enviaremos o melhor conteúdo sobre o destilado brasileiro!

Compartilhe esse artigo

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
  • Ainda não há comentários.
  • Adicionar um comentário