Receitas

Pão de Queijo com Cheddar

Print Friendly

Elisa D. Teixeira lá dos Estados Unidos nos ensina como preparar uma deliciosa receita de pão de queijo com cheddar.

Foto Pão de queijo pronto

Quando a gente vai morar noutro país, vira e mexe se pega lamentando: “Ai que saudade da comidinha lá de casa…”. Desde que me mudei para os EUA, já senti saudade de muitas comidas típicas brasileiras. Mas, na maioria das vezes, a saudade é mesmo de coisas bem simples, como um pão na chapa bem torradinho, ou o bolo de cenoura da mamãe. Feche os olhos e pense: de que comida você sente saudade AGORA?

Pela minha experiência, a “saudade alimentar”, se é que podemos chamá-la assim, quase sempre é saudade de um momento agradável, ou vários, que associamos a uma certa comida. Por exemplo, o camarãozinho frito que comemos na praia no primeiro dia de férias, com o pé enterrado na areia e caipirinha gelada na mão. Ou aquele risoto divino, ridiculamente cremoso, que certo dia saboreamos num jantar romântico, à luz de velas, com aquele alguém especial.

Essa vontade de reprisar os bons momentos vividos ao lado de pessoas queridas parece ser o que a maioria dos brasileiros vivendo fora do país chama de saudade, em se tratando de comida. E que decepção quando vamos a um restaurante brasileiro e os pratos não têm o mesmo gostinho… Isso nem sempre significa que o restaurante é ruim. Simplesmente, ele jamais será capaz de reproduzir os tais momentos, ou trazer para perto as pessoas que nos fazem falta.

Agora, tem um tipo de saudade que a gente sente morando fora que é diferente, uma saudade-todo-dia, que chega a ser física, fisiológica. Como a que eu senti hoje, por exemplo, ao abrir o menu de um restaurante e não encontrar lá um arroz com feijão, bife acebolado e salada de alface com tomate. Ou a saudade que me deu, ao comer um muffin seco e massudo no café da manhã, de um simples… pão-de-queijo!

Eu, como boa mineira que sou, não podia deixar de ser apaixonada por pão de queijo. E não há meio de encontrar uma coisa que o substitua, especialmente naquela hora da tarde em que bate uma fominha… E, a não ser que eu mesma faça, fico sem.

Autor(a) Elisa D. Teixeira
Ingredientes
  1. 1/2 xícara (chá) de óleo
  2. 1 1/4 xícara (chá) de leite integral
  3. 1 colher (sopa) de sal
  4. 1 xícara (chá) de queijo cheddar ralado (de preferência, sharp cheddar cheese)
  5. 3 ovos
  6. 1/2 kg de polvilho azedo
Instruções de preparo
  1. Preaqueça o forno a 240 °C (alto). Unte ligeiramente uma assadeira grande.
  2. Misture o polvilho com o sal numa tigela.
  3. Quebre os ovos numa tigelinha, bata ligeiramente e reserve.
  4. Rale o queijo no ralo grosso e reserve.
  5. Aqueça o leite com o óleo até o leite começar a subir (fique de olho, pra não sujar todo o fogão!).
  6. Despeje imediatamente sobre o polvilho e mexa rapidamente com uma colher de pau, escaldando e umedecendo bem todo o polvilho.
  7. Vá mexendo até que a massa esteja morna o suficiente para ser amassada com a mão (mas tem que estar ainda bem quente!). Acrescente e os ovos e amasse até ficar homogênea. Se a massa estiver muito firme, acrescente um pouquinho mais de leite morno. Por fim, junte o queijo e misture bem.
  8. Faça bolinhas do tamanho de bolas de pingue-pongue ou, se a massa estiver mais mole (que é melhor para o pão-de-queijo crescer, embora seja mais difícil de lidar), use duas colheres de sopa, ou uma colher para sorvete com extrator, para pingar a massa na assadeira.
  9. Asse por 15 minutos, ou até ficarem crescidos e dourados.
Dicas Se tiver uma batedeira com potência suficiente para fazer massa de pão, use-a para fazer o pão de queijo – é rápido, prático e a massa fica ótima. Despeje o leite e o óleo quentes rapidamente sobre o polvilho com sal, com a batedeira ligada na velocidade mínima. Bata até formar uma bola. Espere esfriar um pouco, acrescente o ovo e, depois que estiver homogêneo, o queijo. Não bata muito ou a massa ficará muito mole.
Você pode usar uma mistura de cheddar e parmesão, se preferir (também fica bem gostoso), só parmesão, parmesão com queijo meia-cura ou só meia-cura, para fazer o tradicional pão-de-queijo mineiro!

receitas com cachaça - Banner Mapa da Cachaça
Rotulos de Cachaça
Elisa Duarte Teixeira

Elisa Duarte Teixeira

Elisa Duarte Teixeira é culinarista: adora tudo que tem a ver com cozinha. Fez dessa paixão seu tema de estudo, seu ofício, e sua arte. É tradutora especializada em culinária e autora do blog Authentic Brazilian Cuisine.(http://authenticbraziliancuisine.blogspot.com/)

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários

4 comentários

  1. Caros
    em algum lugar dessa receita deveria estar escrito a quantidade de polvilho, pois está faltando esta informação nos ingredientes.
    no aguardo da correção, pois estou muito ansioso para fazer essa receita e saborear esse pão de queijo com um trago de Dona Carolina.

    PS. Parabéns pelo novo site

    Abçs
    Samoel

  2. Oi Samoel, tudo bem?

    Obrigada pelo comentário! Acho que aconteceu alguma coisa com a linha que informava a quantidade de polvilho (1/2 Kg) da receita com a mudança de visual do site…
    Me conta depois como ficou!
    Abraco,

    Elisa

  3. Muito boa a receita, Elisa! Foi a primeira vez que fiz pão-de-queijo, e deu super certo. Usei Lancashire ao invés de cheddar (moro na Escócia), pelo sabor e textura, e funcionou! Da próxima vez, vou fazer quando tiver gente em casa, pois a receita rendeu uns 25-30 pãezinhos, e não dou conta. haha. Valeu!

    • Oi Flavia, tudo bem?

      Que bom que gostou da receita! Vou ver se acho esse queijo por aqui para ver como fica.
      Um dica para a próxima vez: assim que fizer a massa, asse os pães de queijo que quiser comer imediatamente e, com a massa restante, faça as bolinhas e congele, cruas. Depois ponha num saco bem vedado e guarde no congelador por até uns 3 meses. Quando quiser comer, aqueça o forno numa temperatura um pouco mais baixa e asse-os, congelados mesmo, por um tempo ligeiramente mais longo. Ficam uma delicia!
      Se quiser divulgar a receita em inglês, tem no meu blog Aunthentic Brazilian Cuisine. ;o)
      Grande abraço,