Onde beber

Adega da Cachaça

Print Friendly, PDF & Email

Mesmo cansado de ouvir gozações do tipo: O Luciano é um cachaceiro de mão cheia, ele sempre, com bom humor e de forma explicativa, refaz a frase. O Luciano é um “apreciador de cachaça”, ou ainda, um futuro “sommelier de cachaça”, pois cachaceiro é quem a fabrica.

Por diversas vezes durante nossas conversas ele explica e dá detalhes sobre diversas marcas e curiosidades do processo de fabricação delas. Para um bando de amigos é prato cheio para várias piadas. –“Pô Luciano,  essas informações boas você não coloca no seu blog, nem no Mapa da Cachaça.” E todos se desabam em rir. Ele ainda se defende e diz. –“Tem sim, vocês é que não lêem direito”.

Como trabalhamos na mesma empresa, porém em cidades diferentes, eu em Porto Alegre e ele em Belo Horizonte, nossa troca de lembranças agora é na base da cachaça. Uma Weber Haus Amburana  (Ivoti-RS) trazida com todo cuidado na bagagem vale uma Veio de Minas (São Gonçalo do Rio-MG). Uma troca justa e de alto nível.

Marcio e weber haus Adega da Cachaça

Marcio e sua Weber Haus na Adega da Cachaça.

Essa amizade e o hobby de escrever em blog, me rendeu o convite da Gabriela Barreto, por indicação do Luciano. Achei uma excelente idéia então estrear o 1º post na presença do meu amigo, que além de incentivador, ficou feliz com a idéia de um happy hour  e também de poder degustar de algumas preciosidades na Adega da Cachaça.

wilson_márcio e luciano na Adega da Cachaca

Trajano, Márcio e Luciano na mesa forrada de cachaças.

A Adega da Cachaça fica em Taguatinga, uma cidade satélite do DF a 21km de Brasília, talvez mais conhecida pela canção Faroeste Caboclo da Legião Urbana do que pela sua grandiosidade atual. A cidade é de fato enorme. Tal condição proporciona a possibilidade de casas especializadas em cachaça para o grande público.

Salão da Adega da Cachaça

Salão da Adega da Cachaça

Localizada bem no centro de Taguatinga, a casa possui mais duas filiais. Uma em Taguatinga Norte e outra na cidade satélite de Águas Claras (19km de Brasília).

fachada Adega da Cachaça

Num ambiente decorado com garrafas por todos os lados, em prateleiras que abrigam, segundo a casa, 1600 rótulos, fomos recebidos atenciosamente pelo gerente do estabelecimento Sr. Francisco Camelo.  Segundo ele, o local é a 1ª loja das três que existem no DF.

Francisco Camelo - Gerente Adega da Cachaça

Francisco Camelo, gerente Adega da Cachaça.

Inaugurada há 17 anos ele conta que algumas das garrafas por serem raras são parte de uma coleção e que por isso ficam expostas na parte mais alta da estante. Conta também que o lugar além de ter como  atração principal a cachaça, possui vários rótulos de vinhos especiais e cervejas que fazem o gosto dos fregueses que vão ali também para conferir um jogo de futebol na telona.  Na filial de Taguatinga Norte a distração é a música ao vivo com shows de pop/rock e música sertaneja.

Interior 2 Adega da Cachaça

Nesse dia (20/10) estávamos em quatro pessoas. O Luciano, o Trajano vindo de Belo Horizonte, o Wilson vindo de Curitiba, e eu, nascido em Campo Grande/MS mas agora radicado em Porto Alegre.

Iniciamos a primeira rodada.

1ª rodada Adega da Cachaça

LucianoSerra Limpa (R$ 6)  (Duas Estradas-PB) 40%, envelhecida em tonéis de Jequitibá, uma madeira considerada neutra. Uma cachaça muito premiada.
WilsonRainha Paraibana (R$ 6) (Bananeiras-PB). Uma versão antiga com 50%, na época ela ainda era caracterizada como aguardente. A Rainha, produzida hoje, já está com 48% se enquadrando na legislação para ser caracterizada como cachaça.
MárcioMinha Deusa (Betim-MG). 40%, sem coloração, ideal para drinks e caipirinhas. Do mesmo produtor da Vale Verde.
Trajano: Chopp da Brahma.

Após sofrer uma espécie de bullying dos amigos (por estar num local dedicado à cachaça e ele destoar totalmente da mesa – coisa normal na roda de amigos) o Trajano participou da rodada. E desta forma, todos experimentaram um gole, podendo assim saborear cada rótulo, sempre acompanhados de muita água mineral garantindo a hidratação.

Discussões sobre a acidez, a madeira, o aroma e tudo mais vieram à tona naquela hora. Passados 10 minutos chamamos novamente o garçom, o prestativo Abraão.

Abraão - Garçom Adega da Cachaça

Abraão, vendo aquela empolgação em torno do assunto, resolveu trazer alguns rótulos polêmicos para acalentar a conversa. A maioria com nomes engraçados mas que não despertaram muita curiosidade naquele momento.

cachaças com nomes interessantes Adega da Cachaça

Partimos para a segunda rodada.

2ª rodada Adega da Cachaça

Luciano e WilsonArmazém Vieira (R$ 8) (Florianópolis-SC). 40% . Provamos 3 versões: Armazém Vieira Tradicional, Armazém Vieira Rubi e Armazém Vieira Esmeralda MárcioHarmonie Schnaps Ouro  (Harmonia-RS). 38%, um blend de madeiras como carvalho, grapia, louro e cabreúva. Extremamente suave. Um aroma excelente. Foi bastante elogiada na mesa. Com certeza moeda de troca na próxima negociação com o Luciano.
Trajano: Outro Chopp.  Neste momento perdemos nossas esperanças nele.

Para forrar o estômago pedimos então uma porção de carne de sol com mandioca (R$ 25).  Coisa boa e suficiente para nos preparar uma última rodada.

3ª rodada Adega da Cachaça

Para finalizar pedi uma Puricana (Salinas-MG amburana de 40%) o Wilson uma Canarinha(R$ 9) (Salinas-MG bálsamo a 44%)  e o Luciano uma Tabaroa (R$ 10) (Prados-MG de carvalho a 46%).

De tudo, ficou uma lição. Aproveitar uma boa cachaça não é somente escolher uma que tenha uma boa plantação, um processo de purificação aprimorado, uma madeira de boa qualidade e um descanso e envelhecimento corretos. É necessário também uma boa companhia para trocar “um dedinho de prosa” nessas horas.

[adsanity_group group_ids=5172 num_ads="2" num_columns="2"]

Márcio Okidoi

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários

3 comentários

  1. bom dia tenho um bar em minas gerais gostei muito dessas cachaças gostaria de como faço para comprar desde ja agradeço!

  2. alguns locais de brasilia que vcs indicam são bons mas o emprorio e o 2º cliche são muito caros . prefiro beber a mesma cachaça nos butecos que tem nos meios das quadras comerciais de brasila do lado das quadras quatrocentos é bem mais em conta . sugiro o bar tempero do norte clns 408 mais conhecida como o bar da toinha e Edudes vão . Outro bom fica cln 210 bar do mineiro e ainda tem o acaraje da rosa e o bar da alzira com excelentes cachaças na mesma 210 conheço tudo de cana.
    Saude, sucesso, sorte sempre!
    inté intonce , oxente bichim!

    claudio