Onde beber

Adega da Cachaça

Print Friendly

Em minha busca por descobrir lugares que oferecem cachaça a seus clientes, fui surpreendido pela indicação dos amigos Carlos Santos e Marco Túlio, veteranos na apreciação do néctar precioso. Eles me apresentaram a Adega da Cachaça, uma cachaçaria situada no Horto, um bairro tradicional da região leste de Belo Horizonte; aliás, é neste bairro que está o Estádio Independência, campo do América, construído para a disputa da Copa do Mundo de 1950.

Chegando ao local – uma casa de esquina, comum, com aspecto residencial – dificilmente identificaria aquele lugar como uma cachaçaria, se não fosse por uma pequena placa sobre o portão. Ao apertar a campainha, um distinto cavalheiro nos recebe com uma cordial simplicidade, tratava-se do Sr. José de Lima Sacramento ou apenas Lima, mineiro de Santo Antonio do Leite, distrito de Ouro Preto, proprietário do inicial armazém de 1964, que também vendia cachaça. Com o tempo, sua carta de cachaças foi crescendo e dando notoriedade à casa, que veio a se tornar uma cachaçaria.

Fachada Adega da Cachaça

Insólito talvez seja o melhor adjetivo para descrever esse lugar. Segundo o dicionário, significa algo que não é habitual, incomum, raro e é justamente isso que configura a Adega da Cachaça. São, ao todo, mais de 40 rótulos de cachaças, incluindo produtos raros que já deixaram de ser fabricados, como é o caso da Motinha, envelhecida em amburana com uma graduação alcoolica de 52%, rotulada como cachaça, pois vem de uma época em que ainda não havia legislação, como hoje, que determina o uso da palavra cachaça para produtos entre 38% e 48% GL , em volume do destilado do mosto fermentado da cana de açúcar. A Motinha pode ser degustada por 10 reais a dose e o cliente ainda poderá adquirir a garrafa pelo valor de 100 reais.

Garrafa da Cachaça Motinha

A Adega oferece ainda cerveja e alguns tira-gostos muito bem preparados, entre eles estão: dobradinha com feijão branco, carne de panela com mandioca, linguiça assada com vinagrete e outros.

Entre as cachaças podemos destacar algumas como Lukana, carvalho, 42%, da cidade natal do proprietário, vendida a 3 reais a dose e 20 reais a garrafa; há também a Tabaroa, de Prados-MG, com 46%, armazenada também no carvalho (a preferida do Koga, que esteve em nossa última visita à Adega). A Tabaroa custa 6 reais a dose e a garrafa, 36 reais. Outra muito pedida pelos clientes do local é a Artista, armazenada em bálsamo, produzida na zona rural de Salinas. Dessa, a dose sai por 5 reais e garrafa por 30.

Garrafas da Cachaça Artista na Adega da Cachaça

O atendimento oferecido pela Adega da Cachaça é familiar e simples, porém de excelente qualidade. O amor do Lima pelo que faz fica evidente para quem é atendido.

O dono da Adega da Cachaça

Em minhas estadas experimentei, além da Motinha (que fez um rosário de bolhas na superfície do copo, permanecendo por um bom tempo – também pudera 52%!),  a Veio de Minas, a Canarinha e a Lukana – cachaças que valem a pena.

As Cachaças na Adega da Cachaça

 

receitas com cachaça - Banner Mapa da Cachaça
Rotulos de Cachaça

Luciano Davini

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários

4 comentários

  1. Este eu conheço;

    A adega da cachaça, com o atendimento do sr. José de Lima, dispensa meiores comentários.
    O tira- gosto de uma linguiça assada com vinagre e cebola rocha é pra ninguém botar defeito, sempre que eu posso, dou uma escapulida até lá com algum amigo.

  2. Oi bom dia?

    Meu nome e Paulo Henrique e aprecio muito esses tipos de cachaça, apesar de meu forte ser cerveja, mas porem gostaria de saber se aqui em goiania-goias onde eu moro, eu possa encontar esses tipos de cachaça?

    Aguardo uma resposta e muito obrigado….bela pagina.

  3. Gostaria de saber se tem estoque da cachaça Motinha e qual o preço inclusive frete para CEP 16013-140. Atenciosamente, JKoto_Araçatuba-SP-Brasil.