Artigos

Rótulo da Cachaça Maria Izabel

Print Friendly, PDF & Email

Por trás do rótulo da cachaça Maria Izabel se encontram histórias de sonho, liberdade e muita autenticidade.

Projeto: Rótulo para cachaça Maria Izabel,  branca e envelhecida

Ano de criação: 2004

Designer: Jeff Fisher, EUA

Técnica de ilustração: tinta acrílica

Técnica de impressão: Offset em 4 cores com faca especial

Rótulo da Cachaça Maria IzabelPosso dizer que foi com a Maria Izabel – a bebida – que aprendi a gostar de cachaça. A Maria Izabel e o jequitibá. Para mim, é a perfeição: a madeira, por ser de baixa densidade, permite uma perda menor de álcool, mantendo o sabor e coloração originais da bebida, resultando em uma cachaça pura e muito suave. Mas isso é assunto para os especialistas em cachaça e eu sou especialista em design; uma designer apreciadora de cachaça e apaixonada pela Maria Izabel: a bebida, seu rótulo e todo seu contexto.

É curioso que coincida o apreço pela cachaça e pelo design do rótulo. Fascinantes são as histórias por trás destes dois lados do mesmo objeto:  histórias de sonhos, liberdade e autenticidade.

Em uma visita do Mapa da Cachaça ao sítio Santo Antonio, onde as Cachaças Maria Izabel Jequitibá e Maria Izabel Carvalho são produzidas, foi registrado um bonito relato sobre a origem do rótulo da Cachaça Maria Izabel:

Maria Izabel, a produtora, tem as mãos, os olhos e a alma em todo o primoroso processo produtivo. Fabrica hoje (com o conhecimento herdado do avô, um importante negociante de cachaça no século XIX), uma bebida premiada  e reconhecida pelos especialistas.

O rótulo da bebida foi um presente de Liz Calder, produtora da FLIP (Festa Literária Internacional de Paraty), que contratou o ilustrador  americano Jeff Fisher, autor de várias capas de livros, como os das série Harry Potter. Jeff esteve em Paraty muitas vezes a convite da amiga. Conheceu o lugar e a personagem, se inspirando neles para sua criação.

O rótulo expressa ao mesmo tempo a simplicidade e a exuberância, a autenticidade e a delicadeza em extrema harmonia. A tipografia é autoral, elemento característico e recorrente do trabalho do ilustrador; o Tipo de estilo serifado, conota tradição em contraponto com o despojamento do traço; a peça gráfica é toda adornada com uma moldura orgânica e rebuscada que lembra o estilo art nouveau, que tem como características em comum com o rótulo: a temática de plantas e animais, o rebuscado que vem do Rococó.

art_noveau_e_rococo

Rótulo da Loção Edista e Poster de La Dame aux Camelies de 1896

Em comum com o universo da cachaça: a utilização da técnica de impressão litográfica colorida , que foi amplamente utilizada no Brasil em rótulos dos mais diversos produtos e, é claro, em rótulos de cachaça.

A temática se pauta em elementos da natureza, da feminilidade e da cidade de Paraty. Assim, a ilustração revela a figura de mulher-entidade que parece flutuar espalhando-se em um cenário onírico de palmeiras e animais. A figura feminina, de curvas generosas, tem os braços abertos e em uma das mãos segura um cálice e no outro um ramo de cana.

Foto da Cachaça Maria Izabel

Foto: Renato Stockler

A cena, segundo a própria Maria Izabel conta no vídeo acima, é a ilustração de um sonho que teve e que Jeff só tomou conhecimento depois de ter entregue o projeto!

O que vemos no rótulo da cachaça Maria Izabel é o casamento perfeito entre o vintage e o contemporâneo, uma tradução quase literal do imaginário da proprietária: Maria Izabel, uma mulher que transformou-se em mito e que vive uma vida livre, descalça , em um lugar mágico e de sonhos. Materializada no rótulo através do traço autoral e da sensibilidade do ilustrador americano.

Jeff Fisher Birds

 

[adsanity_group group_ids=5172 num_ads="2" num_columns="2"]
Mariana Jorge

Mariana Jorge

Mariana Jorge é uma designer apaixonada pelo universo da cachaça. Ela é formada pela Faap e mestra em design e arquitetura pela FAU/USP. É sócia e dirige a área de branding e identidade visual da F.I.BRA.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários

6 comentários

  1. Olá Mariana,

    Muito bom seu texto sobre o rotulo desta cachaça, que por sinal fiquei muito curioso em apreciar, rsrsr
    Gostaria de entrar em contato com voce, pois trabalho com produçao artesanal de cachaça, e gostaria de maiores informaçoes a respteito da criaçao de embalagens e rotulos para cachaça.

    Uma braço!

    Max

  2. Pingback: Mapa da Cachaça: 10 alambiques inesquecíveis em 2 anos de estrada | PapodeHomem