Artigos

O Museu da Cachaça de Salinas – Minas Gerais

Print Friendly

O Museu da Cachaça de Salinas vem para valorizar a produção de cachaça na cidade mineira, onde mais de 50 marcas são produzidas de forma artesanal.

Obs (25/03/2014): Recentemente, nos foi observado por um seguidor do Mapa da Cachaça que o museu de Salinas encontra-se fechado por questões de falhas na estrutura. Tentamos entrar em contato, mas não conseguimos falar com um responsável pela obra.

Museu da Cachaça de Salinas – Minas Gerais
Av. Antônio Carlos, 1.250, Salinas/MG
(38) 3841-4778

Na cidade de Salinas a 631 quilômetros de Belo Horizonte, a cachaça é uma das principais bases econômicas. Para homenagear a importância do destilado na região, foi inaugurado no final de 2012, o Museu da Cachaça de Salinas.

O museu que movimentará o turismo, a cultural e a economia da cidade será uma importante atração para a região – que carece de estímulos aos turistas. Com produção de cachaça anual estimada em cinco milhões de litros e mais de 50 marcas comercializadas, a implantação do Museu da Cachaça  vem demonstrar a importância do município no processo de valorização da cachaça artesanal mineira ao longo das últimas décadas.

Salinas que começou a produzir e comercializar aguardente no início do século XX, hoje concentra o maior número de produtores de cachaça de alambique do Brasil –  é o único município mineiro que possui cadeia produtiva consolidada e o setor já representa cerca de 33% de toda a atividade econômica do município. Também é o único lugar do Brasil que oferece curso de nível superior relacionado a Cachaça.

Ao implantar o Museu da Cachaça em parceria com a prefeitura municipal, o governo mineiro vem reconhecer a importância da cidade no processo de produção e preservação do processo artesanal de um dos maiores bens culturais do povo mineiro.

Salinas já é conhecida como capital mundial da cachaça, mas precisa movimentar mais a indústria turística. O museu consolida todo um esquema de organização dedicado ao turismo para promover geração de emprego e renda, afirma o prefeito José Antônio Prates.

Museu da Cachaça de Salinas Ford F-8 da família produtora da cachaça Havana

Ford F-8 da família Santiago usado no transporte das garrafas Havana

Museu da Cachaça de Salinas - Minas Gerais

No Museu da Cachaça de Salinas em Minas Gerais

O Museu da Cachaça

O museu ocupa uma área de cerca de 13 mil metros quadrados, onde ficava o antigo aeroporto da cidade. Temas como a história da cachaça em Salinas, plantação, colheita e moagem da cana, sociedade do açúcar, engenhos antigos e atuais, terão exposições abrigadas em oito salas, além de uma sala que será dedicada ao produtor Anísio Santiago, fabricante da Havana. Haverá salas de reunião para produtores de cachaça e espaço na loja para a venda de produtos regionais, além de áreas de interação para os moradores.

O Museu da Cachaça foi projetado para ser um diferencial no Norte de Minas e no Brasil, no que diz respeito à geração de emprego e renda, será um instrumento não apenas cultural, mas servirá para difundir e comercializar um precioso bem da cultura e economia de Minas e de Salinas. Falar da história da cachaça é fundir-se com a História do Brasil e o Museu da Cachaça em Salinas vêm demonstrar a cachaça mineira no cenário cultural brasileiro.

Segundo Valéria Franco, empreendedora pública da Secretaria de Estado de Cultura, o museu tem um orçamento de mais de R$ 6.5 milhões, condizente com a importância da bebida, que gera cerca de 240 mil empregos em Minas Gerais.

Fonte: Patrícia Jenkel

[adsanity_group group_ids=5172 num_ads="2" num_columns="2"]
Mapa da Cachaça

Mapa da Cachaça

Somos uma referência cultural, histórica e sensorial sobre cachaça. Gosta de cachaça boa? Então siga o Mapa da Cachaça.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários

24 comentários

  1. Muito Bom! É muito bom mesmo saber que cada vez mais surgem inciativas de valorização da nossa Cachaça, além de poder ter mais um lugar para visitar nessa imensa trilha da bebida que conta a história do Brasil.

    • Oi Luciano. É muito bom mesmo! A equipe do Mapa da Cachaça tem esse compromisso também de revelar a história e a cultura do nosso destilado e do nosso Brasil. grande abraço e volte mais vezes.

    • A secretaria de Turismo de Salinas nos informou que o museu está em fase de acabamento. A estrutura está montada e em breve os móveis serão instalados. Mas não souberam me informar quando o museu será aberto. Qualquer novidade, informamos aqui no Mapa da Cachaça. abraços

  2. Cachaça de Salinas é com certeza a melhor do mundo, com um valor agregado ótimo, porisso estão falsificando cabe aos produtores colocar tampas inviolaves

    • A cidade de Salinas realmente produz cachaça de qualidade. Esperamos que com a fama a fiscalização e a produção sejam mais rigorosas para o produto continuar com a mesma qualidade de sempre.

  3. Salinas merece o Museu da Cachaça.
    É o município onde encontramos as cachaças mais saborosas do Brasil.
    Só estou aguardando a abertura do Museu da Cachaça para ser um dos primeiros visitantes.
    Parabéns Salinas!

  4. Oi Fernando. Nós também queremos visitar o Museu. Em breve, queremos ir para Salinas e conhecer os produtores também. Você é da cidade?

  5. Atualmente, Salinas é a principal região produtora de cachaça artesanal do Brasil. O município produz mais de 60 marcas, algumas de renome nacional e internacional. A produção anual gira em torno de 5 milhões de litros. Cerca de um terço do ICMS, imposto de competência estadual, é recolhido ao erário mineiro pelos produtores de Salinas. A instalação do Museus da Cachaça em Salinas é o reconhecimento do governo mineiro da importância do agronegócio da cachaça do município tanto no aspecto econômico como no histórico e cultural. Como salinense estou feliz!

      • obrigada mapa da cachaça pelo prestigio de nossas cachaças de salinas em minas gerais, temos sim ótimas cachaça, contamos sim com a visita de todos que apresião nossa brasileirinha, a bebi tipica e tão rica da nossa historia, a cachaça seleta e boazinha o maior produtor de cachaça artesanal do país aguardamos tbem a visita de vc, agora com uma edição especial e limitada da Cachaça Luiz Gonzaga em homenagem ao rei do baião.

  6. Gostaria de parabenizar a iniciativa do projeto faço parte da Confraria Gaucha da Cachaça localizada em Bento Gonçalves. Espero visita-los juntamente com
    os meus confrades. Abraços

    • Oi Rita, parabéns pela iniciativa da Confraria Gaucha. Podem contar com o Mapa da Cachaça para a divulgação de eventos e para trocarmos informações sobre nossas brancas e douradas. grande abraço

    • Oi Tamires. O Museu será construído em Salinas. Mas quando fomos à cidade no meio deste ano, ainda não havia previsão de lançamento. Vamos aguardar! abs

  7. ESTOU MUITO FELIZ COM A INAUGURAÇÃO DO MUSEU POIS, SOU DE SALINAS E ADORO TOMAR UMAS. QUEM QUISER COMPRAR ALGUMAS GARRAFAS DAS VELHAS E SÓ LIGAR (38)38412839 OU NO EMAIL.
    FELIZ NATAL PRA TODOS OS BEBUNS DO MUNDO.

  8. josé ribamar vidal, sou Fiscal Federal Agropecuário ligado à área de Bebidas em geral, e fiquei sabendo neste “site” da futura inauguração do Museu da Cachaça de Salinas, gostaria de saber a data de inauguração, pois possivelmente irei com muito prazer….grato, José Ribamar Vidal – João Pessoa-PB. PARABÉNS PELA INICIATIVA DA PREFEITURA DE SALINAS,!!!!

    • Oi José, o museu da cachaça de Salinas já foi inaugurado – no dia 20 de dezembro de 2012. Ele fica Av. Antônio Carlos, 1.250, Salinas/MG
      Mais informações: (38) 3841-4778

  9. Olá, boa tarde, Você sabe dizer se consigo visitar a Fazenda Havana e comprar uma Anísio Santiago lá? consumidor pessoa física. Obrigado

    • Helio, não existe um tour aberto na fazenda para visitação. É necessária entrar em contato com os proprietários com antecedência e marcar sua visita. Feito isso, acreditamos que seja possível fazer a aquisição das garrafas no estabelecimento.

  10. Olá, estou fazendo um estudo linguístico sobre as designações da cachaça. Gostaria da visitar o museu. Sabem dizer se o museu está aberto à visitação? Aproveito para parabenizar a equipe do mapa da cachaça pelo excelente material constante no site: informações bem organizadas e de excelente qualidade.

  11. Olá
    Meu nome é Ricardo Falco e fico feliz que haja um espaço para uma das culturas mais importantes do Brasil.
    Estive em Salinas e adquiri duas garrafas raras de Havana (uma em palha e outra um garrafão de 2,5L) que, pelas minhas contas devem ter mais de 50 anos. Comprei do dono de um hotel da cidade e estou interessado em vendê-las. Não sei outro lugar melhor para saber o valor. Seria possível? (tenho fotos das peças).

    Um forte abraço de um apreciador da cachaça de Salinas!

    Caso haja interessados, meu e-mail é [email protected]